Páginas

Pesquisar este blog

11/01/21

Região recebe R$ 574,2 milhões em repasses do ICMS

Nenhuma descrição de foto disponível.

Foto: Secretaria Estadual da Fazenda e Planejamento

Quantia é 3,8% menor do que a repassada em 2019, quando Estado havia transferido aos 53 municípios o valor de R$ 597.036.654,19

REGIÃO - WEVERSON NASCIMENTO de O Imparcial de Presidente Prudente
No ano de 2020, o Estado de São Paulo repassou para a 10ª RA (Região Administrativa) do Estado de São Paulo a quantia de R$ 574.214.526,40 referentes ao ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços). A quantia é 3,8% menor do que a repassada em 2019, quando o Estado havia transferido aos 53 municípios o valor de R$ 597.036.654,19. Em nota, a Secretaria Estadual da Fazenda e Planejamento informou que a pandemia do novo coronavírus gerou queda significativa da atividade econômica e, consequentemente, derrubou a arrecadação tributária de municípios, Estados e União, e em São Paulo não foi diferente.
Conforme a pasta, os valores correspondem a 25% da arrecadação do imposto, que são distribuídos às administrações municipais com base na aplicação do IPM (Índice de Participação dos Municípios) definido para cada cidade. Portanto, o cálculo dos índices de participação dos municípios, sujeito a variações de um ano para outro, é realizado de acordo com a Lei 3.201, de 23 de dezembro de 1981.
Receitas das prefeituras
Na capital do oeste paulista, o repasse em 2019 foi de R$ 96.660.661,24 e em 2020 de R$ 93.638.275,48, ou seja, uma queda de 3,1%. Em nota, a Prefeitura de Presidente Prudente informou que toda perda de arrecadação atinge diretamente os municípios, e com Prudente não é diferente, ainda mais por se tratar de um tributo com grande participação nas receitas da Prefeitura. “A administração vem se empenhando para reorganizar o orçamento municipal de forma a minimizar o impacto da perda de arrecadação, sem comprometer o custeio da máquina pública e a prestação de serviços ao cidadão”, aponta.
De acordo com o presidente da Unipontal (União dos Municípios do Pontal do Paranapanema), Jorge Duran Gonzales, a queda no valor dos repasses do ICMS aos municípios pode ser atribuída à atividade econômica. “O comércio fechado, vendendo menos e a economia retraindo faz com que a circulação/comercialização seja menor, ou seja, que o fluxo comercial de vendas caia”, explica. “Isso mostra que a economia está sentindo os reflexos da pandemia, que também afeta as contas públicas”, acrescenta.
Jorge Duran explica que o repasse do imposto é fundamental para a região e que em muitos municípios ele representa 50% da receita. Este valor transferido aos 53 municípios, segundo o presidente da Unipontal, pode ser aplicado para diversas finalidades, porém, por lei, deve-se investir 25% em educação e no mínimo 15% em saúde.
Repasses em R$
2019 2020
Presidente Venceslau: 14.866.417,28 /14.572.999,43

Nenhum comentário:

Postar um comentário