Páginas

Pesquisar este blog

18/01/21

Saiba quem vai receber a CoronaVac primeiro em cada Estado

 


Divulgação/Governo do Estado de São Paulo


O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, disse a governadores que a campanha nacional de vacinação contra a covid-19 será antecipada para ter início ainda nesta 2ª feira (18.jan.2021), a partir das 17h. O cronograma inicial era de começar a aplicar os imunizantes às 10h de 4ª feira (20.jan).

As vacinas a serem aplicadas são as do Butantan com a Sinovac (batizadas de CoronaVac). O imunizante da Fiocruz (em parceria com AstraZeneca e Universidade de Oxford) ainda não está disponível no país, mas também integrará o plano de vacinação. As duas substâncias foram aprovadas para uso emergencial pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) nesse domingo (17.jan).

A 1ª fase do plano de vacinação prevê a aplicação de 6 milhões de doses da CoronaVac em 3 milhões de pessoas do grupo de maior risco para a covid-19. Eis os grupos que serão imunizados 1º:

  • idosos acima de 60 anos em instituições como asilos;
  • toda a população indígena;
  • e parte dos profissionais da saúde da linha de frente.

A distribuição das vacinas aos Estados já começou, em evento simbólico com a presença de Pazuello e governadores no galpão do Ministério da Saúde no Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo. As doses serão levadas por aviões da FAB (Força Aérea Brasileira) e de companhias aéreas às principais cidades do país. De lá, a distribuição para os municípios será feita pelos governos dos Estados.

Leia abaixo quantas pessoas de cada grupo prioritário receberão a vacina em cada unidade da Federação:


RONDÔNIA

  • pessoas com 60 anos ou mais institucionalizadas: 140;
  • população indígena vivendo em terras indígenas: 7.784;
  • trabalhadores de saúde: 15.595;
  • total: 23.519.

ACRE

  • pessoas com 60 anos ou mais institucionalizadas: 244;
  • população indígena vivendo em terras indígenas: 12.815;
  • trabalhadores de saúde: 6.343;
  • total: 19.402.

AMAZONAS

  • pessoas com 60 anos ou mais institucionalizadas: 400;
  • pessoas com deficiência institucionalizadas: 60;
  • população indígena vivendo em terras indígenas: 101.156;
  • trabalhadores de saúde: 32.813;
  • total: 134.429.

RORAIMA

  • pessoas com 60 anos ou mais institucionalizadas: 100;
  • população indígena vivendo em terras indígenas: 36.834;
  • trabalhadores de saúde: 4.833;
  • total: 41.767.

PARÁ

  • pessoas com 60 anos ou mais institucionalizadas: 962;
  • pessoas com deficiência institucionalizadas: 10;
  • população indígena vivendo em terras indígenas: 23.184;
  • trabalhadores de saúde: 58.334;
  • total: 82.490.

AMAPÁ

  • pessoas com 60 anos ou mais institucionalizadas: 76;
  • população indígena vivendo em terras indígenas: 7.616;
  • trabalhadores de saúde: 7.057;
  • total: 14.749.

TOCANTINS

  • pessoas com 60 anos ou mais institucionalizadas: 424;
  • população indígena vivendo em terras indígenas: 6.749;
  • trabalhadores de saúde: 13.803;
  • total: 20.976.

MARANHÃO

  • pessoas com mais de 60 anos institucionalizadas: 264;
  • pessoas com deficiência institucionalizadas: 110;
  • população indígena vivendo em terras indígenas: 19.626;
  • trabalhadores de saúde: 58.223;
  • total: 78.223.

PIAUÍ

  • pessoas com mais de 60 anos institucionalizadas: 460;
  • pessoas com deficiência institucionalizadas: 10;
  • população indígena vivendo em terras indígenas: 21;
  • trabalhadores de saúde: 28.651;
  • total: 29.142.

CEARÁ

  • pessoas com mais de 60 anos institucionalizadas: 2.398;
  • pessoas com deficiência institucionalizadas: 132;
  • população indígena vivendo em terras indígenas: 20.250;
  • trabalhadores de saúde: 86.380;
  • total: 109.160.

RIO GRANDE DO NORTE

  • pessoas com mais de 60 anos institucionalizadas: 1.400;
  • pessoas com deficiência institucionalizadas: 10;
  • população indígena vivendo em terras indígenas: 0;
  • trabalhadores de saúde: 37.848;
  • total: 39.258.

PARAÍBA

  • pessoas com mais de 60 anos institucionalizadas: 1.212;
  • pessoas com deficiência institucionalizadas: 120;
  • população indígena vivendo em terras indígenas: 10.432;
  • trabalhadores de saúde: 42.925;
  • total: 54.689.

PERNAMBUCO

  • pessoas com mais de 60 anos institucionalizadas: 2.462;
  • pessoas com deficiência institucionalizadas: 130;
  • população indígena vivendo em terras indígenas: 26.506;
  • trabalhadores de saúde: 99.924;
  • total: 129.022.

ALAGOAS

  • pessoas com mais de 60 anos institucionalizadas: 1.246;
  • pessoas com deficiência institucionalizadas: 10;
  • população indígena vivendo em terras indígenas: 7.946;
  • trabalhadores de saúde: 32.594;
  • total: 41.796.

SERGIPE

  • pessoas com mais de 60 anos institucionalizadas: 240;
  • pessoas com deficiência institucionalizadas: 22;
  • população indígena vivendo em terras indígenas: 250;
  • trabalhadores de saúde: 22.760;
  • total: 23.272.

BAHIA

  • pessoas com mais de 60 anos institucionalizadas: 9.788;
  • pessoas com deficiência institucionalizadas: 285;
  • população indígena vivendo em terras indígenas: 27.201;
  • trabalhadores de saúde: 142.087;
  • total: 179.361.

MINAS GERAIS

  • pessoas com mais de 60 anos institucionalizadas: 38.578;
  • pessoas com deficiência institucionalizadas: 1.160;
  • população indígena vivendo em terras indígenas: 7.878;
  • trabalhadores de saúde: 227.472;
  • total: 275.088.

ESPÍRITO SANTO

  • pessoas com mais de 60 anos institucionalizadas: 2.970;
  • pessoas com deficiência institucionalizadas: 210;
  • população indígena vivendo em terras indígenas: 2.793;
  • trabalhadores de saúde: 42.273;
  • total: 48.246.

RIO DE JANEIRO

  • pessoas com mais de 60 anos institucionalizadas: 10.892;
  • pessoas com deficiência institucionalizadas: 783;
  • população indígena vivendo em terras indígenas: 381;
  • trabalhadores de saúde: 220.495;
  • total: 232.551.

SÃO PAULO

  • pessoas com mais de 60 anos institucionalizadas: 42.604;
  • pessoas com deficiência institucionalizadas: 1.357;
  • população indígena vivendo em terras indígenas: 3.727;
  • trabalhadores de saúde: 598.518;
  • total: 646.206.


MATO GROSSO DO SUL

  • pessoas com 60 anos ou mais institucionalizadas: 2.966;
  • pessoas com deficiência institucionalizadas: 95;
  • população indígena vivendo em terras indígenas: 46.180;
  • trabalhadores de saúde: 26.356;
  • total: 75.597.

MATO GROSSO

  • pessoas com 60 anos ou mais institucionalizadas: 2.382;
  • pessoas com deficiência institucionalizadas: 190;
  • população indígena vivendo em terras indígenas: 28.758;
  • trabalhadores de saúde: 28.744;
  • total: 60.074.

GOIÁS

  • pessoas com 60 anos ou mais institucionalizadas: 8.828;
  • pessoas com deficiência institucionalizadas: 475;
  • população indígena vivendo em terras indígenas: 320;
  • trabalhadores de saúde: 77.549;
  • total: 87.172.

DISTRITO FEDERAL

  • pessoas com 60 anos ou mais institucionalizadas: 648;
  • pessoas com deficiência institucionalizadas: 178;
  • população indígena vivendo em terras indígenas: 95;
  • trabalhadores de saúde: 49.629;
  • total: 50.550.


PARANÁ

  • pessoas com 60 anos ou mais institucionalizadas: 12.224;
  • pessoas com deficiência institucionalizadas: 482;
  • população indígena vivendo em terras indígenas: 10.816;
  • trabalhadores de saúde: 102.959;
  • total: 126.481.

SANTA CATARINA

  • pessoas com 60 anos ou mais institucionalizadas: 3.460;
  • pessoas com deficiência institucionalizadas: 263;
  • população indígena vivendo em terras indígenas: 8.317;
  • trabalhadores de saúde: 56.540;
  • total: 68.580.

RIO GRANDE DO SUL

  • pessoas com 60 anos ou mais institucionalizadas: 9.510;
  • pessoas com deficiência institucionalizadas: 380;
  • população indígena vivendo em terras indígenas: 14.348;
  • trabalhadores de saúde: 138.523;
  • total: 162.761.
 


Nenhum comentário:

Postar um comentário