Páginas

Pesquisar este blog

13/01/21

Um sintoma comum de depressão que é frequentemente ignorado

 

 torwai/istock


Quando falamos em depressão, a primeira coisa que costuma vir à mente é a tristeza. De fato, pessoas depressivas são acometidas por esse sentimento, porém, o transtorno depressivo envolve inúmeros outros sintomas, um deles frequentemente ignorado e incompreendido.

A professora e autora de livros juvenis Molly Backes, que sofre de depressão, abordou o assunto em suas redes sociais, baseado sua experiência. Segundo ela, há um sintoma mais sorrateiro que nem todo mundo fala sobre: a perda de interesse em atividades, o que ela chamou de “impossible task” ou “tarefa impossível”, em português.

Ela diz que a falta de interesse pode ser por qualquer coisa, desde ir ao banco ou checar o e-mail até arrumar a cama.

“A tarefa impossível quase nunca é realmente difícil. É algo que você já fez mil vezes. Por essa razão, para quem está de fora é difícil ter empatia com isso”, diz ela.

Apesar dessa ser uma característica bem comum da depressão, é preciso dizer que há níveis diferentes da doença, que vão de leve a grave com sintomas psicóticos, segundo explicou o médico psiquiatra Fernando Fernandes, do Instituto de Psiquiatria da USP (IPQ), nesta matéria.

“Na depressão leve, a pessoa tem algum grau de prejuízo, mas vai tocando a vida. Para alguns, os sintomas podem parecer imperceptíveis. Na depressão moderada, os sintomas são evidentes e, na depressão grave, a pessoa tende à incapacidade”, esclarece Fernandes.

Para ajudar pessoas que estão sofrendo de depressão, Molly Backes reuniu algumas dicas. “Se você atualmente tem uma ou mais tarefas impossíveis em sua vida, seja gentil consigo mesmo. Você não é alguém incapaz. A depressão é realmente difícil. Tarefas impossíveis geralmente são tão bobas que é constrangedor pedir ajuda, mas as pessoas que o amam ficarão contentes em ajudá-lo”.

Ela ainda orientou pessoas que convivem com quem tem depressão. “Se você tem uma pessoa deprimida em sua vida, pergunte-lhe quais são as tarefas impossíveis e descubra maneiras de ajudar – sem julgamento. Certa vez, um amigo me pegou, me levou de carro dois quarteirões até a farmácia e veio me ajudar a repor uma receita. DOIS QUARTEIRÕES. Foi um presente maravilhoso”, contou.

Por que a falta de interesse acomete o depressivo?

A falta de reação típica de muitos quadros depressivos não é frescura, nem preguiça, muito menos estratégia para chamar atenção de familiares e amigos. Acontece que, na depressão, há um desequilíbrio químico no cérebro, que afeta áreas relacionadas ao humor, energia, prazer, sono, apetite, libido, memória, entre outros. E por mais que a pessoa queira reagir, ela não consegue tão facilmente.

Nesse quadro, os hormônios do estresse são tão atuantes sobre a saúde dos neurônios que chegam a provocar uma redução das dimensões do hipocampo, estrutura envolvida na memória e no controle de emoções.

Tratamento

Qualquer que seja o nível de depressão é imprescindível o acompanhamento médico tanto para o diagnóstico quanto para o tratamento adequado, que pode ser feito de duas maneiras: isolada ou combinada. A primeira delas é fazendo psicoterapia, que irá tratar das causas. A segunda é aliar a psicoterapia com antidepressivos que ajudam a normalizar a atividade cerebral.  Veja aqui outras formas que ajudam a amenizar os sintomas de depressão.

O CVV – Centro de Valorização da Vida realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo, por telefone, email, chat e voip 24 horas todos os dias. A ligação para o CVV em parceria com o SUS, por meio do número 188, é gratuita a partir de qualquer linha telefônica fixa ou celular. Também é possível acessar www.cvv.org.br para chat.

Nenhum comentário:

Postar um comentário