Páginas

Pesquisar este blog

quinta-feira, 7 de janeiro de 2021

 

Única mulher no corredor da morte dos EUA deverá ser executada na semana que vem

Por: Fernando Moreira
Lisa Montgomery Foto: Divulgação/Wyandotte County Sheriff's Dept.

Lisa Montgomery, a única mulher no corredor da morte dos EUA, deverá ser executada em 12 de janeiro. Os advogados da americana perderam o último apelo por um congelamento da data de execução da pena capital, de acordo com o "Guardian".

Inicialmente, Lisa seria executada por injeção letal em 8 de dezembro, mas o processo foi adiado após os seus advogados contraírem Covid-19 durante visita à penitenciária de Terre Haute (Indiana, EUA).

Lisa foi condenada por estrangular em 2004 Bobbie Jo Stinnett, que tinha 23 anos e estava grávida de oito meses, em Skidmore (Missouri, EUA). Montgomery cortou a barriga de Stinnett e sequestrou o bebê prematuro, fingindo ser dela. A tesa da defesa apontando sério problema mental de Lisa foi derrubada durante o julgamento.

Se realmente for executada, Lisa será a primeira americana a morrer pela pena capital em quase 70 anos.

As execuções federais nos EUA tiveram uma pausa de 17 anos, antes que o presidente Donald Trump ordenasse que elas fossem retomadas em julho do ano passado.

Em dezembro, Trump programou cinco execuções para ocorrer antes da posse de Joe Biden, em 20 de janeiro. A mudança quebrou um precedente de 130 anos em que as execuções eram pausadas durante uma transição presidencial. Biden já se manifestou contrário à pena de morte.

fonte:extra.globo.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário