Páginas

Pesquisar este blog

13/02/21

Angiologista explica por que varizes são mais comuns no verão

 


 iStock


Além da questão estética, que costuma incomodar muitas pessoas, as varizes ainda trazem sensação de peso, dor e até mesmo edemas nas pernas. E com as altas temperaturas do verão, esse quadro tende a se agravar.

“Isso acontece porque as altas temperaturas induzem o processo de vasodilatação, tornando as veias maiores e mais relaxadas”, explica Dra. Vanessa Vargas Ferreira, especialista em Angiologia e Cirurgia Vascular.

E embora existam maneiras simples de aliviar o incômodo das varizes, por tratar-se de um problema de saúde, é importante conhecer suas causas, tratamentos e estratégias de prevenção.  

Então continue acompanhando essa matéria até o final e confira algumas dicas para lidar com as suas varizes.

O que são as varizes?

'Varizes são as veias que se tornaram dilatadas e tortuosas de forma irreversível, em decorrência de processos que destroem a arquitetura da parede venosa, o que permite um refluxo do sangue que deveria seguir em direção ao coração', explica a Dra. Vanessa Vargas.

As varizes são muito comuns, e afetam principalmente as mulheres. De acordo com dados da Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV), 38% dos adultos convivem com varizes. No público feminino, o número é ainda maior, afetando 45%.

Qualquer veia tem potencial de tornar-se varicosa, no entanto é mais comum surgirem varizes nas pernas e nos pés.

Causas das varizes

Há muitas razões para o surgimento das varizes. Mais comumente, porém, elas estão associadas a fatores genéticos -- caso sua mãe ou avó tenha, você poderá vir a desenvolver também.

No entanto, falta de atividade física, gravidez, obesidade, e até mesmo a ocupação ou trabalho que você tenha também podem favorecer o surgimento das varizes.

'Algumas profissões que obrigam o paciente a ficar longos períodos de pé ou sentados, como seguranças, cabeleireiros e dentistas, podem favorecer o surgimento das varizes', explica a Dra. Vanessa Vargas.

Segundo ela, há também causas secundárias que podem fazer com que as varizes surjam.

'Processos inflamatórios que acometem a parede da veia podem ser relacionados a doenças sanguíneas que favorecem a trombose; processos obstrutivos exteriores que comprimem as veias; reações exageradas do nosso próprio sistema imune, fístulas com o sistema arterial. Enfim, existem muitas formas para esse processo inflamatório se iniciar', explica.

Como é feito o diagnóstico?

Caso você esteja começando a notar os primeiros vasinhos surgindo na pele, ou então aquela típica sensação de peso e pernas inchadas, é sinal de que você pode estar desenvolvendo varizes. E assim, é importante consultar um angiologista.

'O diagnóstico é feito clinicamente com a entrevista e o exame físico do paciente no consultório e exames complementares, como o imprescindível doppler venoso dos vasos, com a finalidade mapeamento das veias doentes', explica a Dra. Vanessa Vargas.

Estratégias de prevenção das varizes

Embora não seja possível evitar totalmente o aparecimento dos diversos tipos de varizes, é possível melhorar a circulação sanguínea. E assim, reduzir o risco de desenvolver complicações.

Tais como:

  • Manter o peso saudável;
  • Praticar exercícios físicos regularmente;
  • Evitar ficar muitas horas sentado ou em pé;
  • Evitar uma dieta rica em sal e açúcar, que favorecem processos inflamatórios

'A prevenção é sempre o melhor caminho, e se faz com hábitos saudáveis de vida, como a prática regular de exercícios físicos. Apesar disso, cabe destacar que algumas pessoas ainda assim irão desenvolver varizes por conta da predisposição genética', explica a Dra. Vanessa.

Quem tem varizes, muitas vezes pensa que não pode praticar exercícios físicos. No entanto, eles são protetores, e ajudam a retardar o surgimento ou a piora das varizes.

'O principal benefício dos exercícios está relacionado aos sintomas, que são aliviados a partir do momento que uma rotina é estabelecida pelo paciente. Recomendo, portanto, evitar o sedentarismo e praticar exercícios regulares com a orientação de um profissional de educação física.”

Tratamentos das varizes

De acordo com a Dra. Vanessa Vargas, o principal objetivo do tratamento de varizes é acabar com as fontes do refluxo de sangue.

'Classicamente, as varizes eram tratadas com cirurgia e escleroterapia (as famosas aplicações), que ainda têm o seu valor. No entanto, algumas novas técnicas surgiram demonstrando bons resultados. São elas: a escleroterapia com espuma; a escleroterapia a laser associado a escleroterapia convencional ao mesmo tempo, a termoablação com laser ou radiofrequência, que é utilizado para safenas doentes e hoje praticamente podemos fazer com toda segurança no consultório', explica.

Será junto ao seu médico que o melhor tipo de tratamento será definido.

'A escolha de qual técnica utilizar vai depender de uma série de informações que são obtidas através do ecodoppler venoso, além das demandas pessoais do paciente', afirma a Dra. Vanessa.

Dicas para amenizar os desconfortos no verão

Para diminuir os quadros de inchaço e desconforto nas pernas, principalmente agora no verão, a Dra. Vanessa elencou cinco dicas para quem sofre com varizes.

  • Praticar atividade física regularmente, para ajudar a bombear o sangue de volta ao coração;
  • Deixar as pernas elevadas durante 20 minutos, diariamente, com o auxílio de almofadas;
  • Ingerir bastante água;
  • Evitar cigarro e bebidas alcoólicas;
  • Manter uma alimentação balanceada.

“Essas dicas amenizam o desconforto no verão e contribuem para reduzir as dores e inchaços das pernas ”, destaca.

* Dra. Vanessa Vargas Ferreira é angiologista e cirurgiã vascular, membro da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular do Rio de Janeiro (SBACV/RJ) - CRM 5263119-1, RQE 13731, RQE 13732 (Título de Especialista) 


Nenhum comentário:

Postar um comentário