Páginas

Pesquisar este blog

10/02/21

 

Apresentadora de TV diz ter recebido ameaças de morte após revelar que não pratica mais o islamismo

Por: Fernando Moreira 

Saira Khan
Saira Khan Foto: Reprodução
 Foto: Reprodução

A apresentadora e celebridade de TV Saira Khan afirmou ter recebido ameaças de morte após revelar que não pratica mais o islamismo. Aos 50 anos, a inglesa de ascendência paquistanesa disse que se sentia "culpada, enjaulada e infeliz" por anos, quando se dizia seguidora do Islã.

A estrela de TV explicou que sua decisão foi devido ao fato de não poder mais fingir "ser alguém que não sou" para fazer sua família feliz.

Saira insistiu que "este foi o último tabu a superar antes que eu pudesse viver minha melhor vida".

Sua decisão resultou em uma série de ameaças de morte enviadas enviadas a ela, de acordo com relato de Saira em uma recente live no Instagram.

"Recebi ameaças de morte. Se você não é mulher com essa origem e etnia, você nunca vai entender as barreiras, os obstáculos. Estamos cerca de 100 anos atrasados ​​em termos de liberdade de expressão, liberdade como indivíduo e liberdade de escolha", comentou ela.

"Você não vai acreditar na quantidade de mensagens (com ameaças) que recebi. Não vou sair e dizer que pratico a religião porque não pratico", acrescentou.

No Paquistão, país de origem da família de Saira, 96% da população professa o islamismo.

A apresentadora também escreveu na sua mais recente coluna no "Mirror":

"Dizer que sou muçulmana e depois ter um namorado, usar roupas que vão contra o código de vestimenta muçulmano, tomar uma bebida e viver uma vida não muçulmana só traz culpa, autoaversão, solidão e sensação de estar enjaulada."

Saira começou o estrelato ao terminar em segundo lugar uma temporada de "O aprendiz", em 2005. Depois, ela participou de vários outros realities - incluindo o 'Big Brother Celebridades' - e apresentou programas em algumas emissoras.

fonte:https://extra.globo.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário