Páginas

Pesquisar este blog

18/02/21

Dracena entra em colapso na saúde e Prefeitura decide endurecer restrições para tentar controlar o avanço da pandemia da Covid-19 na cidade

Pode ser uma imagem de ao ar livre e texto que diz "CEMAC"

Foto: Bill Paschoalotto/TV Fronteira

Por G1 Presidente Prudente

A Prefeitura de Dracena (SP) decidiu nesta quarta-feira (17) colocar o município no enquadramento da fase vermelha do Plano São Paulo, que impõe as medidas mais rígidas de quarentena para o enfrentamento da pandemia da Covid-19, em decorrência do aumento de casos da doença.
Além disso, o Poder Executivo também decidiu decretar lockdown em Dracena durante os fins de semana como forma de promover o isolamento social e barrar aglomerações de pessoas.
A recomendação de regresso para a fase vermelha havia sido feita à Prefeitura na terça-feira (16) pela Promotoria de Justiça em decorrência do aumento de casos de Covid-19 em Dracena.
A cidade de Dracena faz parte da área de abrangência do Departamento Regional de Saúde (DRS) de Presidente Prudente (SP), que desde a atualização feita pelo governo do Estado no último dia 5 de fevereiro evoluiu para a fase amarela, que é menos restritiva, do Plano São Paulo.
Na fase vermelha, há funcionamento normal de farmácias, mercados, padarias, lojas de conveniência, bancas de jornal, postos de combustíveis, lavanderias e hotelaria. Já os comércios e serviços não essenciais só podem atender em esquema de retirada na porta, drive-thru e entregas por telefone ou aplicativos.
Nesta quarta-feira (17), a cidade registrou a 50ª morte causada pelo novo coronavírus, vitimando uma paciente de 83 anos no Centro Municipal de Atendimento à Covid-19 (Cemac).
Ao G1, o prefeito de Dracena, André Kozan Lemos (PATRIOTA), afirmou nesta quarta-feira (17) que a cidade entrou em colapso.
Ele explicou que um novo decreto será formulado até o final da tarde desta quarta-feira (17) e novas restrições serão impostas para tentar controlar a situação da pandemia.
"Hoje nós já tivemos morte na fila de atendimento do Cemac, antes que a paciente fosse internada. A cidade está em colapso", falou o prefeito ao G1.
Além disso, Lemos ainda disse ao G1 que uma reunião com prefeitos de outros municípios será realizada na tarde desta quarta-feira (17), para que também sigam o decreto que será estabelecido em Dracena.
O prefeito de Dracena também adiantou ao G1 que mais 10 leitos de enfermaria para atendimento de pacientes com a Covid-19 serão criados.
"Os leitos vão ser criados já com superlotação, pois serão 10 leitos e nós já temos 12 pessoas aguardando. A criação de leitos pode aumentar durante a semana", explicou.
De acordo com os dados do boletim epidemiológico atualizado nesta terça-feira (16), Dracena tem 2.651 casos confirmados de Covid-19, com 496 pacientes em isolamento domiciliar e outras 20 pessoas em tratamento hospitalar. As últimas 24 horas somam mais 95 novas confirmações.
Ainda existem 51 suspeitos no aguardo dos resultados de exames.

Nenhum comentário:

Postar um comentário