Páginas

Pesquisar este blog

15/02/21


Especialista analisa como reverter a imagem de Karol Conká no pós-'BBB': gerenciamento de crise só depois da eliminação

Karol Conká é vista como a vilã do 'BBB21'
Karol Conká é vista como a vilã do 'BBB21' Foto: Reprodução/Gshow
Gabriela Medeiros*/       Foto: Reprodução/Gshow

Não é novidade para ninguém que a imagem de Karol Conká está manchada para algumas pessoas, por causa de suas atitudes no "Big Brother Brasil 21". Mal vista por parte dos telespectadores do programa, a cantora já é considerada a grande vilã desta edição. Já teve até festival que cancelou a exibição de show pré-gravado dela. No Instagram, a curitibana já perdeu mais de 300 mil seguidores. Nessa mesma rede social, a equipe da artista limitou comentários apenas às pessoas que o perfil segue. Tudo para evitar posts maldosos e até mesmo discursos de ódio. Dentro da casa, Karol não faz ideia do que está acontecendo. E, depois de ganhar o líder, nesta semana, ainda falta para ela sair e ficar a par de todas essas críticas.

Mas será que dá ainda para reverter essa imagem e cancelar o "cancelamento"? Consultora de reputação corporativa do Makemake, escritório que já trabalhou com marcas como Vale e Museu do Amanhã, Tatiana Maia Lins avalia que a situação de Karol Conká não é impossível de ser resolvida.

— Reputação é o somatório de imagens ao longo do tempo. Enquanto ela está lá dentro é complicado, porque ela nem sabe que está sendo xingada e que virou essa figura aqui fora. Então tudo vai depender muito da postura que ela vai ter quando voltar (quando sair do programa), do esforço que vai fazer para retomar uma visibilidade positiva — aposta Tatiana.


Karol Conká briga com Carla Diaz no 'BBB21' Foto: Reprodução/Gshow

Desde a entrada no programa, a cantora está perdendo fãs. Hoje, já tem menos seguidores do que vários integrantes do grupo Pipoca, que entraram anônimos no "BBB21". Tatiana, no entanto, reafirma que para reverter essa imagem só mesmo quando Karol for eliminada:

— Qualquer outra ação que ela fizer agora, vai parecer que está fazendo aquilo só porque está queimada. Não terá credibilidade alguma. O primeiro ponto que precisa agora é reconquistar a confiança das pessoas.

O redator publicitário e assessor Pedro Filet, que já trabalhou com Bruno Gagliasso e com o personal das estrelas Chico Salgado, opina também.

— Para essa cultura do cancelamento o melhor remédio é o tempo. Por mais que seja difícil, eu consigo enxergar uma luz no fim do túnel para a Karol, sim — acredita Pedro, que completa: — Se pegar um bom profissional de assessoria, criativo, dá para enxergar nessa situação da Karol um case de sucesso. Imagina se é criada toda uma campanha com vídeos e postagens sobre o problema dela, usando o arrependimento dos erros, isso pode se tornar até uma virada de jogo.

Além das críticas on-line, a cantora teve sua participação cancelada em dois eventos. O Festival Rec-Beat decidiu suspender a exibição do material audiovisual da rapper, gravado antes de sua entrada no “BBB21”. Já a organização do Festival Rock The Mountain anunciou que "preza pela energia positiva" e "para manter esse clima no ar" decidiu "em comum acordo com os agentes da cantora Karol Conká cancelar sua apresentação no evento".


Karol Conká já brigou com boa parte da casa do 'BBB21' Foto: Reprodução/Gshow

Além disso, o canal GNT decidiu suspender a exibição do programa “Prazer, feminino”, apresentado por Karol Conká e Marcela McGowan, do “BBB20”.

— O mais complicado é que ela, assim como qualquer pessoa no “Big Brother”, insiste naquela postura de que “eu estou sendo eu mesma”. Então como é que você, depois, vai dizer que não era você ou que estava sendo um personagem? — diz Tatiana, que acredita que, para superar a crise, o melhor caminho para Karol é o diálogo: — Se ela adotar a postura de vítima injustiçada, disser que “o mundo inteiro ficou contra mim, vocês entenderam errado”, ela nunca vai conseguir refazer a imagem dela. Ela vai ter que ter a humildade de conversar com os públicos e buscar novos espaços. Reputação não se faz com guerra de narrativa. Reputação se faz com diálogo.

Apesar de reconhecer que hoje os prazos de superação de uma crise não são mais tão demorados quanto já foram, a consultora de reputação afirma que o trabalho para reverter a imagem negativa de Karol será lento:

— Se a queda for muito grande, talvez ela nunca chegue ao patamar que ela tinha de anteriormente, mas, pelo menos, pode ser que não fique tão ruim quanto está agora. Isso pode ser até um elemento transformador de verdade na vida dela se a gente quiser um olhar positivo. Ela pode perceber, quando sair, que ela está sendo tudo que ela falava mal antes e isso pode ser uma revelação para ela.

*Estagiária sob supervisão de Ana Carolina de Souza

fonte:https://extra.globo.com/


Nenhum comentário:

Postar um comentário