Páginas

Pesquisar este blog

21/02/21

 GARDÊNIA CAVALCANTI

Testa grande: conheça as causas e tratamentos

Thaís do BBB ganhou apelido após aparecer sem franja



Divulgação
POR O DIA
Nesta edição do programa Big Brother Brasil mais um tema polêmico caiu na boca do povo. Fiuk fez um comentário sobre a testa de Thaís, após serem divulgadas imagens da participante tomando banho sem a tradicional franja. “Bonitinha. Já logo penteia a franjinha. Ô meu Deus do céu. Testica fofita”, disse Fiuk. Esse comentário trouxe à tona um problema enfrentado por muitas mulheres, a testa grande.

Mas esse incômodo tem tratamento! O cirurgião plástico Leonardo Sauer, que é especialista em transplante capilar, destacou as quatro principais causas de testa grande em mulheres e explicou quais são os tratamentos. Confira:

1 - Genética: a causa mais comum é quando a mulher já nasce com a implantação capilar mais alta. Geralmente as pessoas que têm a testa mais alta, possuem o músculo frontal mais longo, aquele que eleva a sobrancelha. No entanto, mesmo que o músculo não seja tão longo e a implantação capilar seja mais para trás, com um aspecto desproporcional para o rosto, o transplante capilar é uma grande alternativa. Também existe uma cirurgia chamada de cirurgia de frontoplastia, onde é possível avançar a pele com o cabelo para a frente, para reduzir a testa.

2 - Alopecia de tração: outra causa comum, mas que muitas vezes não é tão intensa, é a chamada alopecia de tração, muito comum em bailarinas, aeromoças e também em algumas culturas onde as mulheres usam muito rabo de cavalo. Essa tração acaba lesando os folículos capilares e aumentando a testa.

3 - Alopecia androgenética em um padrão masculino em mulheres: essa é uma condição onde os folículos capilares tendem a sofrer um processo de miniaturização e existe um padrão masculino e um feminino. Mulheres que estão geneticamente predispostas a ter uma alopecia androgenética e que fazem uso de anabolizantes com testosterona, podem desenvolver esse processo e apresentar uma calvície semelhante a de um homem, com entradas. A cirurgia de transplante também é indicada nesses casos.

4 - Alopecia frontal fibrosante: acontece especialmente em mulheres após os 50 anos e é um processo autoimune, ou seja, causada pelo sistema imunológico, mas que se não for tratada pode ser irreversível . Nela existe a destruição do folículo capilar e a testa vai aumentando.

- Se a testa alta for um incômodo para a mulher, o ideal é que ela procure um atendimento médico especializado. Pois dependendo da causa do problema, pode ser indicada a cirurgia. Um cirurgião plástico ou um dermatologista podem fazer uma avaliação e indicar o melhor tratamento – explicou Leonardo Sauer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário