Páginas

Pesquisar este blog

20/02/21

Liminar bloqueia mais de R$ 1 milhão em bens de médicos suspeitos de receber supostas vantagens indevidas no hospital de Teodoro Sampaio

Pode ser uma imagem de ao ar livre

Foto: Arquivo/TV Fronteira

Decisão atende a um pedido da Prefeitura e do Ministério Público. Defesa dos envolvidos alegou que ainda não foi notificada.
Por TV Fronteira
A Justiça concedeu uma liminar que bloqueia os bens de Leandro de Gesu, no valor de R$ 650.650, e de Murilo de Gesu, no valor de R$ 391.350.
A decisão atende a um pedido da Prefeitura de Teodoro Sampaio e do Ministério Público sobre o Hospital Regional de Teodoro.
Um levantamento de informações entregues ao MP identificou que Murilo de Gesu e Leandro de Gesu, dois filhos médicos da antiga presidente da comissão intervencionista do hospital, Sueli di Gesu, supostamente tiveram vantagens indevidas na unidade de saúde.
Por meio de nota, a defesa de Murilo e Leandro informou à TV Fronteira que os dois ainda não foram notificados sobre a decisão. A defesa também disse que irá se manifestar nos autos do processo.
Veja mais notícias em G1 Presidente Prudente e Região.

Nenhum comentário:

Postar um comentário