Páginas

Pesquisar este blog

06/02/21

Refluxo gastroesofágico: como tratar com dieta e exercícios

 


Fornecido por Go Outside


Mesmo pessoas saudáveis podem ter que lidar com problemas gastrointestinais (GI) em algum momento de suas vidas. E, se você sofre regularmente de azia (um problema gastrointestinal bastante comum), mesmo quando come os alimentos direitinho, sabe que nem sempre é suficiente. A boa notícia é que há novidades sobre refluxo gastroesofágico, como tratar com exercícios e estilo de vida, de acordo com um estudo recente da JAMA Internal Medicine.

Usando dados do Nurses Health Study II em grande escala, os pesquisadores compararam a prevalência de sintomas da doença do refluxo gastroesofágico (DRGE) e outros fatores como atividade física, índice de massa corporal, tabagismo, uso de medicamentos, dieta e adesão ao tratamento em pessoas com diagnóstico de azia ou refluxo ácido.

Refluxo gastroesofágico: como tratar

Os pesquisadores descobriram cinco fatores que fizeram uma diferença notável na redução dos sintomas: manter um peso normal, nunca fumar, atividade física moderada a vigorosa por pelo menos 30 minutos diários, restringir bebidas ácidas como café e chá a duas xícaras por dia, e uma dieta saudável e equilibrada. A dieta ideal, no geral, seria semelhante ao estilo mediterrâneo de comer, com grande ênfase em frutas, vegetais, grãos integrais, laticínios, peixes e aves, com pouca carne vermelha e produtos ultraprocessados.

Quanto mais desses fatores um participante seguiu, menores as chances de sintomas de refluxo gastroesofágico, de acordo com o autor sênior do estudo, Andrew Chan, M.D., professor de medicina da Harvard Medical School. Quem seguiu todas as cinco diretrizes reduziu os sintomas em cerca de 40% e, se eles também estivessem usando o tratamento prescrito para azia, os sintomas diminuíram ainda mais.

Embora a dieta seja frequentemente mais destacada no tratamento, no caso do refluxo gastroesofágicom, como tratar implica fortemente em praticar atividade física. De acordo com os autores, este é um dos primeiros estudos a mostrar sua eficácia do exercício na redução dos sintomas.

Níveis mais elevados de atividade física – especialmente se feitos diariamente – podem ajudar a limpar o ácido do estômago de forma mais eficiente e ajudar na digestão, o que significa que o ácido tem menos probabilidade de “voltar” para o esôfago, que é o causa azia.

Embora os participantes da pesquisa fossem todos mulheres, é provável que esses fatores também pertençam aos homens e também englobem pessoas mais velhas e mais jovens, uma vez que o mecanismo é o mesmo: mova-se com mais frequência e seu sistema digestivo se beneficia.

Pesquisas anteriores observaram que a DRGE (doença do refluxo gastroesofágico) é um dos distúrbios gastrointestinais mais comuns, com uma prevalência de cerca de 20% a 30% da população dos EUA, embora os pesquisadores acrescentem que esse número pode ser muito maior, uma vez que nem todas as pessoas com DRGE consultam um médico sobre o problema. Em vez disso, muitas pessoas simplesmente tomam um medicamento antiácido sem receita para controlar os sintomas.

O uso ocasional desses remédios ajuda, mas se você os mantiver à mão para o uso regular ou tomando medicamentos prescritos diariamente, isso pode ser um problema. Embora eficaz na maioria dos pacientes, existem preocupações persistentes sobre os efeitos colaterais de longo prazo de tomar medicamentos. Esta pesquisa deve fornecer aos médicos e pacientes algum incentivo para experimentar modificações na dieta e no estilo de vida para minimizar o uso desnecessário de medicamentos.

O post Refluxo gastroesofágico: como tratar com dieta e exercícios aparece primeiro no Go Outside.

Nenhum comentário:

Postar um comentário