Páginas

Pesquisar este blog

13/02/21

Suposto dono de fábrica clandestina de queijos é multado em mais de R$ 6,1 mil; alimento foi levado a aterro sanitário

Pode ser uma imagem de ao ar livre

Foto: Polícia Civil

Homem se apresentou à Polícia Civil junto com o seu advogado na noite desta quinta-feira (11). Destruição do material foi feita na manhã desta sexta-feira (12).
Por G1 Presidente Prudente
A Vigilância Sanitária Municipal aplicou uma multa de R$ 6,1 mil ao suposto responsável pela fabricação clandestina de queijos em Dracena (SP). O local foi fechado na quinta-feira (11) e, conforme a Polícia Civil, o material foi destruído no aterro sanitário municipal na manhã desta sexta-feira (12).
A Polícia Civil informou ainda que, na noite desta quinta-feira (11), o suposto dono da fábrica de queijos se apresentou na delegacia junto com seu advogado. Ele foi ouvido e foi instaurado inquérito para apurar onde os produtos eram vendidos e de que forma eram produzidos.
Os queijos apreendidos foram enterrados em uma vala no aterro sanitário. A Polícia Civil fez o acompanhamento do veículo que levou os queijos para a destruição.
O auto de imposição de penalidade é de de 200 Unidades Fiscais do Município (UFMs). Cada UFM equivale a R$ 30,71, o que dá um valor total de mais de R$ 6,1 mil.
Fábrica clandestina
O local suspeito de fabricar queijos de maneira clandestina, em Dracena, foi fechado nesta quinta-feira (11) pela Polícia Civil, acompanhada de uma equipe da Vigilância Sanitária.
Os policiais civis e os fiscais encontraram vários recipientes plásticos, nos quais eram armazenados os queijos de maneira inapropriada, desobedecendo as normas sanitárias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário