Páginas

Pesquisar este blog

15/02/21

Trio demonstra nervosismo durante abordagem e policiais encontram carga sem nota fiscal avaliada em R$ 500 mil

Pode ser uma imagem de ao ar livre e texto que diz "5 POLÍCIA RODON"

Foto: Polícia Rodoviária

Foram apreendidos aparelhos eletrônicos, 80 mil essências de narguilé, 50 mil relógios de pulso, 100 mil isqueiros e 30 mil óculos de sol. Veículo foi fiscalizado em Dracena.
Por G1 Presidente Prudente
A Polícia Militar Rodoviária apreendeu diversas mercadorias sem nota fiscal que eram transportadas em um caminhão. A ocorrência foi neste domingo (14), na Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros (SP-294), km 654, em Dracena. O valor da carga foi estimado em cerca de R$ 500 mil.
A abordagem foi por volta das 11h30. O veículo com placas de Adamantina transitava sentido Tupi Paulista a Junqueirópolis. “Durante a fiscalização, o condutor e mais dois passageiros apresentaram certo nervosismo gerando suspeita de que poderia haver algo de ilícito no veículo, momento em que ao proceder vistoria veicular”, informou a corporação.
Foi encontrado na carroçaria várias caixas contendo diversos produtos entre materiais para narguilé, relógios, óculos, cadeados, isqueiros, aparelhos eletrônicos. Ainda conforme a polícia, a mercadoria oriunda do Paraguai não tinha documentação fiscal.
No veículo havia:
3 celulares
80 mil essências de narguilé
641 papéis de seda para cigarro artesanal
300 frascos de perfume
50 roteadores
50 Hds
30 telefones sem fio
1.100 controladores de calor para narguilé
240 varas de pesca
4.200 cadeados
50 mil relógios de pulso
100 mil isqueiros
30 mil óculos de sol
Diante dos fatos foi dada voz de prisão em flagrante delito aos averiguados pelo crime de contrabando/descaminho e apresentados com o veículo e as mercadorias na Polícia Federal de Araçatuba, onde ratificou a voz de prisão, registrando o boletim de ocorrência próprio.
O veículo e a carga foram apreendidos e o motorista e os passageiros foram presos por infração ao artigo 334 e 334-A do Código Penal Brasileiro. “Eles permaneceram naquela unidade sob custódia dos policiais federais para posterior encaminhamento à Audiência de Custódia”, afirmou a Polícia Rodoviária.
Veja mais notícias em G1 Presidente Prudente e Região.

Nenhum comentário:

Postar um comentário