Páginas

Pesquisar este blog

08/02/21

Vacina: fura fila poderá ser preso

 


OS CASOS DE PESSOAS FURANDO A FILA DA VACINAÇÃO CONTRA A COVID-19 TEM CHAMADO ATENÇÃO NO PAÍS. EM UM DOS ESTADOS COM MAIOR INCIDÊNCIA DO VÍRUS, O AMAZONAS, A VACINAÇÃO CHEGOU A SER SUSPENSA POR CONTA DE DENÚNCIAS DE PESSOAS PASSANDO NA FRENTE NA HORA DE RECEBER A DOSE.  EM GOIÁS, O EX-SECRETÁRIO DE SAÚDE DE PIRES DO RIO, ASSIS SILVA FILHO, FOI EXONERADO APÓS PASSAR NA FRENTE DO GRUPO PRIORITÁRIO E AINDA VACINAR A ESPOSA.  NESTE CASO, O EX-SECRETÁRIO FEZ UM ACORNO COM O MINISTÉRIO PÚBLICO DE GOIÁS E TERÁ QUE PAGAR UMA MULTA DE 50 MIL REAIS E PRESTAR SERVIÇOS COMUNITÁRIOS NO HOSPITAL DA CIDADE.  ASSIS FOI ENQUADRADO NO ARTIGO 316 DO CÓDIGO PENAL, QUE É USAR CARGO PÚBLICO PARA TER VANTAGEM. PORÉM, NO CONGRESSO NACIONAL PARLAMENTARES QUEREM MODIFICAR O CÓDIGO PENAL PARA PEGAR QUEM FURAR A FILA DA VACINAÇÃO.  PROJETOS DE LEI QUEREM MULTA DE UM SALÁRIO-MÍNIMO, A DEVOLUÇÃO DO VALOR DA VACINA E ATÉ UM ANO E MEIO DE PRISÃO NOS CASOS DE AGENTES PÚBLICOS FLAGRADOS FURANDO A FILA. A IMUNIZAÇÃO INICIAL CONTRA A COVID-19 NO BRASIL É APENAS PARA O GRUPO PRIORITÁRIO.  ESTÃO NESTA LISTA PROFISSIONAIS DA SAÚDE QUE TRABALHAM NA LINHA DE FRENTE CONTRA O VÍRUS, IDOSOS QUE VIVEM EM CASA DE REPOUSO E POPULAÇÕES INDÍGENAS QUE MORAM ISOLADAS.  EM ALGUNS ESTADOS, A VACINAÇÃO PARA IDOSOS EM GERAL JÁ COMEÇOU.

Nenhum comentário:

Postar um comentário