Páginas

Pesquisar este blog

17/03/21

 

As 10 coisas que não contam para mães de primeira viagem


Crédito: Unsplash

(Crédito: Unsplash)


Filho não vem com manual de instruções. É nos erros e acertos que as mulheres vão aprendendo a ser mãe. E basta uma busca rápida na internet que logo vem uma enxurrada de conselhos, truques e dicas. Difícil é achar uma lista do que ninguém conta, do que poucos falam. A ideia dessa lista é normalizar situações pouco faladas a fim de acolher e fortalecer as mães de 1ª viagem.  

  1. Cesária dói muito mais do que parto normal. Pelo menos por mais tempo… O parto normal dói muito, na hora, mas depois que o bebê nasce a dor passa e a recuperação é muito mais suave. Na cesárea apesar de você não sentir nenhuma dor na hora do parto, o processo de cicatrização pode ser bem dolorido e não costuma durar menos de 10 dias.  
  2. Até amamentar se torna uma delícia, pode ser muito difícil. O bico do peito racha, o peito incha, dói muito e não é difícil pensar em desistir. Por isso, caso você esteja sofrendo para amamentar, peça ajuda a cuidadores, doulas, enfermeiras… você e seu bebê não precisam passar por isso sozinhos. 
  3. Pai não ajuda. Pai é tão responsável pelo bebê quanto você, mãe. E a única coisa que só você pode fazer pelo bebê é amamentar, o resto tudo: trocar fralda, dar banho, colocar pra arrotar, trocar de roupa, preparar a mochila/bolsa pra sair, organizar a casa, preparar a comida da família…tudo isso é muito mais o pai também é capaz de fazer.  
  4. Seu peito não é mais um brinquedinho do seu filho. Quem deve brincar com seu peito é você e/ou seu parceiro(a). 
  5. Educar dá trabalho. Se não der para os pais, dará para a babá, avó, tia, vizinha, professora… Então não tenha preguiça. 
  6. Bebê só dura 2 anos e criança 10. Depois virá pré-adolescente, adolescente e depois adulto e em todas essas fases ele(a) continuará sendo filho(a).
  7. Sabe o tal de “Aproveita, passa rápido”? Então, depois de uma noite daquelas, sem pregar o olho, com o bebê aos berros é difícil de acreditar. Mas acredite, passa rápido mesmo.
  8. Amamentar não é anticoncepcional. Então se você não quer emendar um filho no outro, procure seu médico(a) e peça orientação adequada para não tomar nenhum susto.
  9. Não se perca de si mesma durante a maternidade. Pense em encontrar momentos seus entre um cuidado e outro com o bebê para si.  
  10. O bebê já conhece sua rotina desde a barriga, então aos poucos vá recuperando ela para vocês. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário