Páginas

Pesquisar este blog

11/03/21

 

Astro da NFL provoca revolta ao posar com jacaré que ele abateu: 'Souvenir'

Por: Fernando Moreira
Teller com jacaré de 3 metros abatido por ele
Teller com jacaré de 3 metros abatido por ele Foto: Reprodução/Instagram(Hannah Cook)
 Foto: Reprodução/Instagram(Hannah Cook)

A estrela da NFL (principal liga de futebol americano, o da bola oval) Wyatt Teller provocou revolta de ativistas dos direitos dos animais depois que ele atirou, matou e posou com um aligátor (o jacaré americano) de 3 metros de comprimento.

O atleta do Cleveland Browns, de 26 anos, foi gravado em vídeo carregando o réptil de 90 quilos nos ombros.

Na caçada em pântano na região central da Flórida (EUA) no último fim de semana, Teller estava acompanhado de Zach Sieler, jogador do Miami Dolphins, também da NFL.

Um vídeo compartilhado (e já apagado) no Instagram pela namorada de Sieler, a ex-jogadora profissional de basquete Hannah Cook, mostra Teller arrastando o jacaré ensanguentado pela grama da propriedade do companheiro da liga.

Teller carrega jacaré que abateu

 Foto: Reprodução/Instagram(Hannah Cook)
Teller carrega jacaré que abateu Foto: Reprodução/Instagram(Hannah Cook)

Hannah, marcando a noiva de Teller, Carly Whiting, na postagem escreveu na legenda: "Queria que você estivesse aqui, mas não se preocupe, Wyatt está levando um souvenir."

Carly curtiu a postagem e perguntou: "Então, esse é meu presente de casamento?"

A temporada de caça legal a jacarés na Flórida dura de agosto a novembro. Licenças são necessárias para qualquer um que pretenda matar um deles.

Abaixo, algumas reações na internet:

"Isso é repugnante! Tão cruel! Pobre animal não merecia morrer só para aquele cara se divertir... Alguém faça algo por favor."

"Carregar um animal morto é impressionante?"

"Ele matou aquele jacaré apenas para um vídeo de levantamento de peso? Muito ruim, mano."

Por outro lado, fãs de Teller afirmaram que o atleta não cometeu qualquer ilegalidade, argumentado que "jacarés precisam ser mortos para o controle da população".

fonte;https://extra.globo.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário