Páginas

Pesquisar este blog

18/03/21

Caixa disponibiliza linha de crédito imobiliário com juros corrigidos pela poupança


Pode ser uma imagem de céu

Linha de financiamento para aquisição do imóvel próprio, construção e reformas foi disponibilizada neste mês de março, com benefícios ainda maiores para clientes
A Caixa Econômica Federal disponibilizou mais uma linha de financiamento imobiliário, seguindo inovações no setor. O Crédito Imobiliário Poupança Caixa conta com taxas de juros atreladas ao percentual de rendimento da poupança, mais taxa fixa, dependendo do perfil do beneficiário, como detalha o presidente do Sistema Cofeci Creci, João Teodoro.
“A principal inovação dessa linha de crédito é a correção pela caderneta de poupança. Ela tem uma taxa fixa que pode variar de 3,35% até 3,99%, dependendo do perfil do tomador do crédito. Quem for cliente da Caixa, como investidores, contratantes de serviços, etc, terão taxas menores, obviamente, dependendo da movimentação deles junto à Caixa Econômica.”
O financiamento permite a aquisição de imóveis novos ou usados, construção e reformas, com um prazo de pagamento de 35 anos.
O valor financiável de cada imóvel é de 80% do valor de avaliação. Para o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, esse é um período propício para a população buscar financiamentos imobiliários.
“Nós temos um momento muito importante para financiamento imobiliário, compra da casa própria, do apartamento. Ou seja, essa conjunção de uma taxa de juros baixa, menor da história, e valores dos apartamentos e casas ainda relativamente baixos.”
Os interessados podem fazer simulações no site do banco ou no aplicativo Habitação Caixa.
Reportagem, Alan Rios
NOTA
A Caixa Econômica Federal disponibilizou mais uma linha de financiamento imobiliário, seguindo inovações no setor.
O Crédito Imobiliário Poupança Caixa conta com taxas de juros atreladas ao percentual de rendimento da poupança, mais taxa fixa de 3,35% até 3,99% ao ano, dependendo do perfil do beneficiário.
O financiamento permite a aquisição de imóveis novos ou usados, construção e reformas, com um saldo devedor atualizado mensalmente pela Taxa Referencial e um prazo de pagamento de 35 anos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário