Páginas

Pesquisar este blog

14/03/21

 

Diretor de hospital é preso na Jordânia após sete mortes de covid por falta de oxigênio

Protesto no hospital: morte de sete pacientes por falta de oxigênio causou comoção na Jordânia
Protesto no hospital: morte de sete pacientes por falta de oxigênio causou comoção na Jordânia Foto: STRINGER/REUTERS / REUTERS
AFP
 Foto: STRINGER/REUTERS / REUTERS

O diretor e quatro funcionários de um hospital público de Salt, perto de Amã, foram detidos após a morte de sete pacientes de Covid-19 em terapia intensiva, por falhas no fornecimento de oxigênio, informou uma fonte judicial.

O promotor de Salt decidiu prendê-los por uma semana, para continuar a investigação e determinar as responsabilidades, disse a Procurdoria Geral de Amã em um comunicado.

Em pleno aumento da epidemia de coronavírus na Jordânia, as mortes causaram comoção no país e a fúria do rei Abdallah II, que foi ao hospital de Salt, a 30 km da capital, e pediu a demissão do diretor Abdel Razak al Khachman.

A Jordânia, de 10 milhões de habitantes, registra mais de 464.000 casos de coronavírus e mais de 5.200 mortes.

fonte:extra.globo.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário