Páginas

Pesquisar este blog

25/03/21

 GARDÊNIA CAVALCANTI

Obesidade infantil: como os pais podem enfrentar o problema

Maioria dos casos é causada pela dupla sedentarismo e má alimentação




Divulgação
POR O DIA
Crianças sedentárias, que brincam cada vez menos fora de casa, ainda mais em tempos de pandemia; pais que não se alimentam de forma saudável e abuso de comidas industrializadas: a receita para que os pequenos se tornem obesos leva, na maioria das vezes, estes três ingredientes. Esse é um problema muito comum que os pais precisam enfrentar! Eu conversei com a pediatra Patrícia Rezende, do Grupo Prontobaby, que deu ótimas dicas para ajudar nossas crianças.
- Claro a obesidade infantil também tem fatores genéticos e hormonais, porém, infelizmente, a maioria dos casos é causada pela dupla sedentarismo e má alimentação — diz a pediatra Patrícia Rezende, acrescentando ainda que excesso de tempo nos aparelhos eletrônicos é um outro fator que pode levar ao excesso de peso entre os pequenos.
A obesidade infantil, já classificada como uma epidemia mundial, pode levar, diz a médica, a casos de hipertensão arterial já na infância. E não é só. Diabetes, doença renal crônica, esteatose hepatica (gordura no fígado) e síndrome metabólica são outro problemas que podem ocorrer em crianças e jovens obesos.
Para Patrícia, é fundamental, além de acompanhar junto ao pediatra as curvas de peso e altura das crianças, que podem indicar se há sobrepeso ou obesidade, além de dar um bom exemplo dentro de casa.
- Não adianta esperar que a criança coma maçãs se os pais não comem. O ideal é fazer as refeições em família, para que com o exemplo, a criança adquira bons hábitos alimentares. Consumir o que precisa ser descascado e não desembalado - explica a médica.
A pediatra explica que a pandemia piorou uma situação que já é grave.
— A diminuição das atividades ao ar livre e o aumento da ansiedade dificultou ainda mais o quadro, elevando o índice de obesidade não só infantil mas dos adultos também - finaliza a especialista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário