Páginas

Pesquisar este blog

02/03/21

Jovem é retirada de aula após roupa ser comparada com lingerie no Canadá

 

Crédito: Reprodução/ Facebook

A estudante Karis, de 17 anos, teve que sair da sala de aula no último dia 23 porque a roupa dela foi considerada uma “lingerie” e poderia fazer um professor se sentir “estranho”. Desde então, a aluna não voltou à Escola Secundária NorKam na Colúmbia Britânica, no Canadá. As informações são do jornal Daily Star.

De acordo com o pai da menina, Christopher Wilson, a filha usava um vestido preto na altura do joelho com detalhes em renda na parte de cima e uma blusa branca de gola alta e mangas compridas por baixo.

No entanto, as peças foram consideradas inadequadas e um professor pediu que ela voltasse para casa. Outra docente teria comparado a roupa com uma “lingerie”.

“Isso é completamente inaceitável nos dias de hoje. É um vestido de algodão. Não é transparente, vai até os joelhos e tem uma blusa de gola alta por baixo”, disse Christopher ao Daily Star.

“Ela não estava usando de uma maneira sexual. Ela não estava usando para chamar a atenção. Ela normalmente usa calças esportivas e um casaco com capuz”, contou o pai da jovem.

Christopher também afirmou que conversou com o diretor e vice-diretor e ambos teriam informado que o código de vestimenta da escola impede que os alunos usem qualquer coisa que possa “distrair o ensino ou a aprendizagem”.

Revoltado, o homem compartilhou um vídeo de desabafo no Facebook, que foi compartilhado mais de mil vezes. Segundo ele, a filha não voltou mais para a escola porque a situação está “piorando”.

“As pessoas começaram a atacar a escola por meio das redes sociais, estavam escrevendo cartas e fazendo ligações”, relatou.

“Sentimos que não é melhor tê-la de volta na classe agora que está se tornando um problema. Não a queremos de volta na classe e queremos encontrar outra solução para que ela possa concluir seus estudos”, concluiu o pai da menina.

Em um e-mail para os pais, a escola disse que tem “estado no centro da atenção negativa da mídia” e que funcionários e alunos “enfrentarão essa tempestade juntos”. O superintendente da escola Terrence Sullivan também escreveu para pais preocupados e disse que o código de vestimenta está sendo revisado.

“Estamos revisando este incidente e estamos preocupados com as alegações e as tratamos com muita seriedade. Este incidente, como todos os incidentes envolvendo nossos alunos, é um assunto que não podemos discutir publicamente. Separadamente, mas oportuno em relação ao assunto em NorKam, é a revisão do Código de vestimenta Procedimento Administrativo.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário