Páginas

Pesquisar este blog

26/03/21

Ministro da Cidadania fala da ampliação do Bolsa Família e detalha Auxílio Emergencial para 2021

Pode ser uma imagem de uma ou mais pessoas

Em audiência na Câmara, João Roma destacou que pagamentos do novo benefício terão início em abril, com o suporte das tecnologias digitais, para evitar aglomerações e filas
Durante sessão na Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados, nesta quarta-feira (24.03), o ministro da Cidadania, João Roma, destacou que o Programa Bolsa Família (PBF) está passando por um processo de reformulação para aumentar a abrangência.
A intenção é que o Bolsa Família possa ser um suporte mais amplo para o período após o fim do Auxílio Emergencial 2021, que começará a ser pago em abril, com parcelas de R$ 250, em média. As exceções são as chefes de família monoparental, que receberão R$ 350, e as pessoas que moram sozinhas, que terão direito a R$ 150.
O Governo Federal calcula que o pagamento do Auxílio Emergencial 2021 vai atingir pelo menos 45,6 milhões de famílias. Dos R$ 44 bilhões estabelecidos como limite para o benefício, R$ 23,4 bilhões serão destinados ao público já inscrito em plataformas digitais da Caixa, R$ 6,5 bilhões para integrantes do Cadastro Único e R$ 12,7 bilhões para atendidos pelo Programa Bolsa Família.
Reportagem, Laísa Lopes

Nenhum comentário:

Postar um comentário