Páginas

Pesquisar este blog

02/04/21

 

MÊS DA MULHER: Você sabe como deve ser feito o acompanhamento no período gestacional? Ginecologista e obstetra explica os cuidados que devem ser tomados na gravidez

Dra. Fernanda de Andrade Caetano Floresi falou sobre a gestante deve se preparar para a chegada do bebê

GABRIELE SALYNA Revista Maxima


MÊS DA MULHER: Ginecologista e obstetra explica os cuidados que devem ser tomados na gravidez
MÊS DA MULHER: Ginecologista e obstetra explica os cuidados que devem ser tomados na gravidez - Freepik

Você sabia que é preciso fazer acompanhamento com uma ginecologista e obstetra desde a fase antes de ter um bebê? E depois que engravida, devemos continuar visitando a médica? Com toda certeza!

Para entendermos melhor sobre esse processo, principalmente no período gestacional, a Máxima Digital conversou com a Dra. Fernanda de Andrade Caetano Floresi, Ginecologista e Obstetra do Hospital São Francisco de Mogi Guaçu e Especialista em Reprodução Humana.

“Vou te trazer a importância de um acompanhamento desde a fase pré concepção, quando você estiver planejando a gestação até um seguimento Pré Natal adequado a fim de minimizar riscos obstétricos para obtermos um desfecho mamãe - bebê de sucesso.”, começou a Dra.

A ginecologista explicou a importância de ter uma médica acompanhando o processo: “No início do pré-natal é importante adequar uma dieta a fim de ter um ganho de peso adequado entre 9 - 12 kg a depender do IMC de cada paciente. Aumentar a hidratação, evitar alimentos crus, e de intolerância individual, evitar consumo de alimentos industrializados e com excesso de sal e conservantes, cafeína, álcool e alimentos metabólicos, são importantes. Além de redobrar o cuidado com a procedência dos alimentos e o seu manuseio.”.

“Adequar também as atividades físicas para aquelas de menor impacto principalmente se já estava fazendo antes da gestação, não há necessidade de interromper os exercícios físicos na gestação de risco habitual a menos que haja algum impedimento.”, disse.

As vacinas também são essenciais. Dra. Fernanda falou sobre estar atenta às datas“Vamos checar o calendário vacinal para verificar as vacinas pendentes e assim orientar o cronograma durante o pré-natal.”.

Com relação aos cosméticos, a ginecologista e obstetra comentou a importância de ter uma médica de olho na questão: “Adaptar todos os produtos cosméticos e evitar peelings, ácidos, anti aging e na dúvida não usar sem consultar o obstetra”.

Os exames são parte fundamental do acompanhamento: “Os exames iniciais incluem uma rotina de sangue, anti virais, urina, fezes e ultrassom obstétrico a ser realizado entre 6/7 semanas. Neste ultrassom vamos verificar se a gestação está transcorrendo bem e a evolução do embrião para junto com a data da última menstruação fazermos da datação da gestação.”.

“A duração da gravidez é de 40 semanas lunares a ser contadas a partir da data da última menstruação, os meses mudam a cada 28 dias e assim a cada 4 semanas começa um novo mês.”, disse a médica.

Dra. Fernanda comentou sobre as consultas pré-natal“As consultas do pré-natal são realizadas a cada 28 dias no início e a partir do 6 mês irão diminuir os intervalos, mas na existência de alguma situação adversa ou risco identificado eles se alteram conforme a necessidade individual. Durante as consultas vamos tirar todas as dúvidas da gestante e para isso peço que anote tudo em bloco de notas, pois é muito frequente o esquecimento. E nas consultas são avaliados os exames realizados bem como ganho de peso, pressão arterial, presença de algum sintoma adverso, inchaço, varizes, medição do crescimento do útero e batimento cardíaco do bebê e sua movimentação, exame clínico das mamas entre outros...”.

“A realização dos ultrassons também segue a necessidade individual, mas basicamente 4 são importantes a serem realizados nesta datas aproximadas: inicial- 6/7 semanas, morfológico 1 trimestre 11-14 semanas, morfológico 2 trimestre 22-24 semanas, 3 trimestres após 28 semanas”, finalizou a Dra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário