Páginas

Pesquisar este blog

26/05/21

Posso parar de usar máscara depois de me vacinar?

 

Posso parar de usar máscara depois de me vacinar?© SerhiiBobyk/iStock Posso parar de usar máscara depois de me vacinar?

Nos Estados Unidos, se você está vacinado com as duas doses contra a Covid-19, as orientações para o uso obrigatório de máscara foram flexibilizadas - então, até quando você ainda precisa usar máscara?

Novas orientações para o uso de máscara

Os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) deram luz verde para as pessoas totalmente vacinadas abandonarem o uso de máscara (em geral) nos Estados Unidos. Os especialistas ressaltam que é uma ótima notícia poder passar um tempo em ambientes fechados e ao ar livre sem máscara, especialmente agora que um terço dos americanos foram vacinados com a vacina Pfizer/BioNTech, Moderna ou Johnson and Johnson.

Mas isso não significa que devemos descartar o cuidado quando se trata de gerenciar esta pandemia. Apesar dessas novas diretrizes e das descobertas de um estudo do CDC que mostram que as vacinas Moderna e Pfizer fornecem 95% de proteção após duas doses (e 82% após a primeira dose), especialistas apontam que ainda não é hora de abandonar totalmente a máscara. E quando a questão é em quanto tempo poderemos parar de usar máscaras no Brasil, o assunto é mais complicado ainda diante do baixo número de pessoas vacinadas.

Todos que podem se vacinar contra a Covid-19, com segurança, devem fazê-lo o mais rápido possível. (Imagem: Alernon77/iStock)

Especialistas apontam que parar de usar máscaras, mesmo após vacinado, ainda é perigoso. E esse perigo aumenta se você não estiver vacinado, tiver imunidade comprometida ou estiver fazendo diálise.

De acordo com o Instituto Butantan, “com o início da vacinação contra a Covid-19 no Brasil, muitas pessoas já estão ansiosas para voltar à normalidade e fazendo planos para depois de tomar a vacina. Porém, a rotina não voltará ao normal logo após a imunização. Será preciso ter um pouco mais de paciência antes de abandonar o uso de máscaras e a quarentena”.

Pois, mesmo após tomar as duas doses da vacina, “ainda é necessário esperar pelo menos 15 dias para que ela atinja a eficácia esperada. E, para voltar à normalidade, boa parte da população precisa já ter sido imunizada', esclarece o Instituto.

Como as vacinas ajudam?

Desde que a pandemia começou, aprendemos todos os dias um pouco mais sobre a Covid-19. Nosso entendimento evoluiu da ideia de que ele poderia ser transmitido em superfícies para a conclusão de que o vírus é principalmente transportado pelo ar.

Dessa forma, “O CDC quer enviar a mensagem de que, se você for totalmente vacinado, estará em grande parte protegido de ser infectado e terá um risco reduzido de transmitir o coronavírus a outras pessoas. E, se você tiver Covid-19, ficará assintomático ou terá sintomas muito leves”, disse Thomas A. Russo, chefe da Divisão de Infectologia e Doenças, na Escola de Medicina e Ciências Biomédicas Jacobs da Universidade de Buffalo, em Buffalo, Nova York.

Onde você deve usar máscara

Se você não foi vacinado, deve continuar a usar suas máscaras em bares, restaurantes, teatros e academias, explica Dra. Nachman – basicamente, continue a seguir as diretrizes em vigor antes da chegada das vacinas.

Os regulamentos federais atuais americanos ainda exigem que as pessoas vacinadas usem máscaras no transporte público e em determinados locais, tais como:

  • trens e metrôs;
  • aviões;
  • ônibus;
  • aeroportos;
  • outros centros de transporte;
  • asilo;
  • cadeias;
  • abrigos.

A Dra. Nachman enfatiza a necessidade de indivíduos não vacinados usarem máscaras em público e em grandes grupos, onde é impossível ficar socialmente distante.

“Esta é uma grande preocupação para mim”, diz ela. “Eu me preocupo com a pessoa que diz ‘não tomei vacina, não acredito na Covid-19 e não acredito em usar máscara’. Essa pessoa corre um alto risco de contrair a doença.”

Mesmo vacinados, por enquanto, o uso de máscaras e o distanciamento social deixam os idosos mais confortáveis. (Imagem: 2K Studio/iStock)

E as crianças?

Embora você não precise usar máscara com sua família imediata, considere usá-la se os avós estão vindo para uma visita (mesmo se eles estiverem vacinados) e você tiver filhos pequenos não vacinados, diz a Dra. Nachman.

Você também deve reservar um tempo para rastrear onde seus filhos estiveram durante a semana antes da visita dos avós. Certifique-se de levar em consideração o quanto seus filhos têm saído com outras crianças, se alguém apresentou sintomas ou se alguém está doente no momento, diz a Dra. Nachman.

“Não queremos que adultos mais velhos vacinados acabem no hospital com Covid-19, mas, lembre-se: em indivíduos mais velhos, mesmo uma pequena doença viral pode desencadear outra coisa mais séria”, diz ela.

Por enquanto, por questão de segurança, planeje sentar-se do lado de fora, a dois metros de distância das outras pessoas.

“Isso é especialmente importante se os avós têm saúde frágil”, diz a Dra. Nachman. “Esses adultos mais velhos passaram os últimos meses com medo de pegar a Covid-19. Se usar máscaras e o distanciamento social os deixam confortáveis, essa é a melhor atitude.”

O uso de máscara ainda é exigido nas empresas. (Imagem: BulentBARIS/iStock)

Lembre-se de que o vírus ainda está conosco

Apesar dos esforços que os países têm feito para conter a Covid-19, os casos ainda são significativos, mesmo nos Estados Unidos, que tem um grande número da população já vacinada.

Em última análise, devido à hesitação e recusa da vacina – uma pesquisa da Monmouth University publicada em abril revelou que um em cada cinco americanos ainda não está disposto a receber a vacina contra a Covid-19 – é possível que nunca cheguemos à imunidade de rebanho, que é quando um número suficiente de pessoas é vacinado para que o vírus não consiga encontrar mais ninguém para infectar; o que acaba retardando a transmissão.

“Enquanto houver casos de Covid-19 por aí, o vírus é capaz de evoluir e mudar”, diz Dr. Russo.

As vacinas representam mais segurança para todos nós

Se você não for vacinado, poderá representar um risco para si mesmo e para os outros por permanecer sem máscara, diz Dr. Russo.

“É importante explicar desta forma: você representa um risco para um grande grupo de pessoas totalmente vacinadas que podem não ter tido uma resposta ideal de anticorpos”, diz ele. “Isso inclui nossos pacientes transplantados, aqueles que estão em terapias imunossupressoras para doenças como psoríase, doença inflamatória intestinal e câncer.”

Por Lambeth Hochwald

Nenhum comentário:

Postar um comentário