Páginas

Pesquisar este blog

06/06/21

Flávia Alessandra comenta reta final de ‘Salve-se quem puder’ e casamento com Otaviano: ‘Foram 15 anos que voaram’

Por: Zean Bravo 
Flávia Alessandra
Flávia Alessandra Foto: Vinicius Mochizuki/Divulgação
Foto: Vinicius Mochizuki/Divulgação


Flávia Alessandra diz que a cena mais aguardada de sua personagem, Helena, será a descoberta de que Fiona é Luna (Juliana Paiva), a filha que ela acreditava estar morta, em “Salve-se quem puder”. “Essa foi a sequência mais emocionante que gravei. Foram oito páginas de texto. A gente lendo já era emocionante. Foi quase uma catarse viver aquilo. Estávamos tão ansiosas para que essas máscaras caíssem e elas pudessem se descobrir, se abraçar... Quando veio a cena, a gente, de fato, se abraçou e chorou”.

Antes de saber a verdade sobre a filha, Helena reencontrará o pai da jovem, Mário (Murilo Rosa), que julgava ter morrido no México. A empresária ficará em choque. “Imagina descobrir que o amor da sua vida está vivo! Fizemos quarentena rígida e vários exames para que pudesse rolar o beijo, o abraço com emoção. Era tão necessário para a cena ter toques, tato... Passamos a novela inteira sem nos cruzarmos”.



Foto: Vinicius Mochizuki/Divulgação

Foto: Vinícius Mochizuki/Divulgação
Ao fazer um balanço da trama, a atriz afirma que Helena foi uma personagem muito importante para ela. “Tinha esse viés de personalidade que deixava uma dúvida. A gente não sabia se ela era vilã, se era do bem, se era fria, se só estava se defendendo por já ter sofrido. A personagem era um mistério e tinha que passar isso. Acho que cumprimos esse papel. Foi a primeira vez que criei e atuei dessa forma”.

O próximo trabalho da atriz ainda é segredo. “Tenho projeto para falar do universo feminino, serei coprodutora. Mas ainda não temos data certa”, diz Flávia, que completa 15 anos de casada com Otaviano Costa agora em 2021. “Foram 15 anos que voaram. Psicologicamente, foram 60. Brincadeirinha... Vivemos tantas coisas, e tão intensamente, que parece muito mais. Na verdade, tanto eu quanto Otaviano temos o coração leve”.

Siga-me no Twitter @zeanbravo e no Instagram @zean.bravo

fonte:https://extra.globo.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário