Páginas

Pesquisar este blog

18/06/21

Enfermeiro é preso suspeito de produzir e manipular canabidiol de forma clandestina em residência em Dracena

Nenhuma descrição de foto disponível.

Foto: Polícia Civil

Homem de 35 anos foi abordado na Rodovia Raposo Tavares (SP-270), em Presidente Epitácio, e no carro que ele conduzia a polícia localizou 41 kg de maconha.
Por Stephanie Fonseca, G1 Presidente Prudente
Após denúncia anônima, um enfermeiro de 35 anos foi preso em flagrante pelo crime de tráfico de drogas. Ele foi localizado nesta quarta-feira (16), em Presidente Epitácio (SP), durante uma ação conjunta entre a Polícia Civil, por meio da Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (Dise), e a Polícia Militar Rodoviária.
A Polícia Civil recebeu informações de que um enfermeiro da região de Dracena adquiria drogas na cidade de Bataguassu (MS) e as comercializava em Dracena (SP). Segundo a denúncia, o homem utilizava parte do entorpecente para produzir e manipular em um laboratório clandestino o medicamento conhecido como “canabidiol”, extraído da substância THC (tetra-hidrocanabinol), para fins terapêuticos e/ou medicinais.
Depois de várias apurações pelo Setor de Inteligência sobre a denúncia, foi solicitado o apoio da Polícia Rodoviária para abordar o veículo do investigado na entrada do estado de São Paulo, em Presidente Epitácio.
Durante a abordagem, no km 654,500 da Rodovia Raposo Tavares (SP-270), o homem demonstrou extremo nervosismo, o que motivou a realização de busca veicular.
Transporte de maconha
Em busca veicular minuciosa, os policiais constataram que o enfermeiro transportava dentro do porta-malas do veículo, sem autorização legal ou regulamentar, 43 tijolos de maconha, que pesaram 41,070 quilos.
O homem confessou ser enfermeiro em Junqueirópolis (SP) e que adquiriu a droga em Bataguassu. À polícia ele alegou que pretendia fabricar e manipular o medicamento canabidiol, extraído do THC para fins terapêuticos ou medicinais, declarando que era para consumo pessoal.
Ele recebeu voz de prisão em flagrante e foi apresentado na Dise.
Manipulação clandestina
Durante o interrogatório, o enfermeiro confessou já ter manipulado o canabidiol de forma clandestina em sua residência e informou quais materiais utilizou para a ação.
Ele ainda contou que havia em sua casa um frasco do medicamento e aproximadamente cinco tijolos de maconha.
Autorizados pelo enfermeiro durante o interrogatório e confissão, os policiais foram até a casa do enfermeiro, em Dracena.
Na busca domiciliar foram localizados o medicamento manipulado, 4,222 kg de maconha – divididos em cinco tijolos íntegros e outros tijolos fracionados –, balança de precisão e demais apetrechos utilizados para embalar drogas para o comércio.
No total foram apreendidos 45, 292 quilos de maconha.

Pode ser uma imagem de texto que diz "POLÍCIA CIVIL POLÍCIA CÍVIL CIA IL DEINTER 8 DEIC LÍCIA"
Foto: Polícia Civil
O homem permanece à disposição da Justiça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário