Páginas

Pesquisar este blog

18/06/21

Palmeiras afasta Lucas Lima após meia ser acusado por torcedores de ir a festa clandestina

Pode ser uma imagem de 1 pessoa

Foto: Reprodução

Atleta será multado pela diretoria do Verdão e não tem data para ser reintegrado
Por Felipe Zito — São Paulo
O Palmeiras afastou o meio-campista Lucas Lima do seu elenco. Na madrugada desta sexta-feira, o atleta foi acusado por torcedores do Verdão de frequentar uma festa clandestina. Ele também será multado pela diretoria palmeirense.
Um vídeo que viralizou nas redes sociais mostra o atleta, sem máscara, sendo pressionado por torcedores na rua.
Questionado e ofendido por palmeirenses, alguns também sem máscara, Lucas responde: "Eu errei, perdão".
Segundo a assessoria de imprensa de Lucas Lima, o jogador não estava em uma festa clandestina, e sim jantando. O episódio aconteceu na região de Pinheiros, em São Paulo.
O elenco do Palmeiras estava de folga na quinta-feira e se reapresenta na Academia de Futebol na manhã desta sexta. Lucas Lima será testado para Covid-19 e permanecerá isolado. O clube diz que vai tomar medidas administrativas.
SE Palmeiras
@Palmeiras
O atleta Lucas Lima ficará afastado das atividades no Palmeiras pelo prazo que o Departamento de Futebol entender necessário. O clube tomará as medidas administrativas cabíveis, como sempre fez em casos de quebra de protocolo de saúde.
– O atleta Lucas Lima ficará afastado das atividades no Palmeiras pelo prazo que o Departamento de Futebol entender necessário. O clube tomará as medidas administrativas cabíveis, como sempre fez em casos de quebra de protocolo de saúde – escreveu o clube em uma rede social.
Na última segunda-feira, a delegação do Verdão viajou ao Paraguai para receber a primeira dose da vacina contra a Covid-19. A segunda dose será na semana do confronto contra a Universidad Católica, pela Libertadores – o confronto de ida, no Chile, vai ser disputado no dia 14 de julho.
Na semana passada, o Verdão lamentou o falecimento de dois funcionários por causa de complicações da Covid-19.

Nenhum comentário:

Postar um comentário