Páginas

Pesquisar este blog


17/06/21

Em nota, Vigilância Epidemiológica de PV alerta para quarentena de 14 dias

Pode ser uma imagem de 1 pessoa, em pé e área interna

fonte: Tribuna Livre
Preocupada com o elevado índice de transmissão da Covid-19 no município, a Vigilância Epidemiológica de Presidente Venceslau emitiu nota técnica sobre guia de isolamento e quarentena para casos positivos.
Conforme a coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Grazieli Feriani - foto, o período de isolamento deve voltar a ser de 14 dias, ao invés de 10 dias, como vinha sendo feito até então. A orientação é dirigida aos médicos e profissionais da saúde.
“Tomamos essa decisão devido os resultados estarem acusando falso negativo em exames antes do 14º dia”, disse Grazi.
“A situação regional e, principalmente, municipal, no momento se configura com um elevado índice de transmissão, alargado prazo médio de recebimento dos resultados dos exames de PCR-RT para Sars-CoV-2 e aumento no número de resultados com ‘falsos negativos’”, explicou.
Grazi ressalta que o período de isolamento deve ser de 14 dias corridos. Cumprido esse prazo, o paciente será liberado desde que não tenha apresentado sintomas nas últimas 24 horas. Terceiros que tiveram contato próximo e pessoas que moram na mesma residência que o paciente suspeito/confirmado também devem respeitar o período de quarentena de 14 dias. A quarentena deve ser feita em cômodo separado do paciente sintomático, se possível.
É necessário que os médicos, tanto da rede municipal quanto da privada, forneçam atestados para o paciente suspeito, e também para as pessoas que tiveram contato próximo ou que residem na mesma casa que o paciente suspeito/confirmado.
A Vigilância divulgou guia de isolamento, com orientações para evitar o contágio.
Veja abaixo:
- O paciente em isolamento ou quarentena não deve sair a rua (exceto para assistência médica) ou ter contato com outras pessoas até que o período estipulado pelo médico tenha passado.
- Não se deve receber visitas.
- Caso o paciente em isolamento e os moradores em quarentena estejam recebendo auxilio de familiares e amigos com alimentação e itens essenciais, a entrega não deve ser feita com contato. Sugere-se que os objetos e alimentos sejam deixados no portão ou porta e retirados apenas quando não houver pessoas por perto.
- Toalhas de rosto e banho, garfos, facas, colheres, copos devem ficar separados e utilizados apenas pelo paciente e higienizados frequentemente.
- Se possível, o paciente com sintomas deve ficar em um cômodo separado da residência e não compartilhar o banheiro com outros moradores.
- Se a residência tiver apenas um cômodo, o sofá, cadeiras e o colchão não devem ser compartilhados e o uso de máscara é essencial durante todo o tempo e as refeições não devem ser feitas em conjunto.
- Limpeza frequente da casa com álcool 70% ou cloro/quiboa diluído na proporção uma xícara de café para um litro de água.
- Caso haja apenas um banheiro, após o uso, o paciente deve desinfetar as superfícies com álcool 70% ou desinfetantes, antes de ser utilizado por outra pessoa. Exemplos de superfícies a serem limpas: torneira, maçaneta, interruptores, vaso sanitário, descarga, box e registro do chuveiro.
- Pasta de dente, sabonete e toalha de rosto não devem ser compartilhados. A escova de dentes e cabelo do paciente suspeito ou infectado devem ficar separadas das demais.
- A janela do cômodo ocupado pelo doente deve ficar aberta para ventilação e entrada de luz solar, porém a porta deve ser mantida fechada.
- Somente a pessoa infectada ou suspeita deve ter contato com a sua roupa e roupa de cama, sendo recomendado embalar em saco plástico para ser levado até o tanque ou máquina de lavar. As roupas devem ser lavadas separadamente das de outros moradores e a maquina ou tanque desinfetados após o uso, inclusive a parte externa.
- Deixar uma lixeira apenas para uso do paciente isolado. Quando cheio, o saco de lixo deve ser fechado antes de ser despejado em outra lixeira. Se possível marcar o saco com uma fita vermelha ou identificar
- Lavar ou higienizar as mãos continua sendo extremamente necessário.

Nenhum comentário:

Postar um comentário