Páginas

Pesquisar este blog

17/06/21

Organização criminosa especializada em roubos de cargas é alvo de operação da Polícia Civil

Pode ser uma imagem de uma ou mais pessoas e texto que diz "POLÍCIA CIVIL CIVIL"

Foto: Polícia Civil

Proprietários de empresa de transporte, guincho, posto de combustível e negociadores estão entre os investigados; mandados são cumpridos no Estado do Paraná
REGIÃO - ROBERTO KAWASAKI de o Imparcial de Presidente Prudente
Uma organização criminosa especializada em roubos de cargas é alvo de uma operação da Polícia Civil, nesta manhã. A investigação, comandada pela delegacia de Teodoro Sampaio, identificou ao menos 12 envolvidos que praticaram crimes na região de Presidente Prudente desde o ano passado.
Denominada “Conexão Paraná”, a operação cumpre nove mandados de prisão temporária e 12 de busca domiciliar nas cidades de Maringá (PR), Sarandi (PR), Mandaguaçu (PR) e Colorado (PR). Até às 9h30 de hoje, oito mandados de prisão haviam sido cumpridos, sendo que os de busca já finalizaram.
De acordo com a Polícia Civil, proprietários de empresa de transporte, empresa de guincho, posto de combustível e negociadores estão entre os alvos da investigação, que começou em novembro do ano passado após o motorista de um caminhão ser rendido por assaltantes no km 17 da Rodovia Arlindo Bettio (SP-613).
O veículo estava carregado com 36.380 kg de óleo vegetal. Na ocasião, os criminosos conduziram o caminhão, juntamente com o motorista, até a cidade de Itaguajé (PR), quando então desacoplaram os reboques e o engate da carga em um cavalo mecânico preparado pelos integrantes da segunda célula criminosa.
Segundo a Polícia Civil, a vítima foi reconduzida com o próprio caminhão mecânico até um canavial entre as cidades de Mirante do Paranapanema e Tarabai. Foi então que os criminosos mantiveram o motorista dominado durante toda a madrugada e a soltura ocorreu somente quando a carga chegou a um local seguro no estado paranaense.
Outros crimes
Depois de ser comunicada sobre o crime, a delegacia de Teodoro Sampaio iniciou a investigação e descobriu a estrutura de uma organização criminosa que praticou outros roubos entre os meses de dezembro de 2020 e abril de 2021. Ao menos seis deles foram registrados - ação que ocorreu de modo semelhante e de maneira violenta com as vítimas, segundo a Polícia Civil.
Dos crimes, que teve como alvos cargas de óleo vegetal e gêneros alimentícios, três ocorreram na circunscrição de Mirante do Paranapanema, e outros nas circunscrições de Penápolis, Euclides da Cunha Paulista e Parapuã. No total, os roubos geraram prejuízo de R$ 1.065.298,58 às empresas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário