Páginas

Pesquisar este blog

14/07/21

 

Como a alimentação influencia na saúde capilar?


Mercado Mineiro / Reprodução

Nutrientes obtidos por meio da alimentação são essenciais para o fortalecimento e crescimento dos cabelos, sendo um dos principais fatores associados à saúde capilar. Veja mais a seguir!

 

O corpo humano funciona a partir de processos interdependentes de forma que a manutenção da saúde, seja física, emocional, capilar, digestiva, cardíaca etc. vai sempre depender de diferentes fatores.

 

Um dos principais elementos na saúde é a alimentação, pois é por meio dela que ocorre a ingestão de nutrientes, vitaminas, sais minerais, água e outros que são determinantes para que os processos do corpo funcionem corretamente.

 

A saúde capilar, como as demais, também está relacionada com a alimentação, sendo essencial reconhecer quais as melhores e piores práticas.

Qual a influência de uma má alimentação na saúde dos cabelos?

A saúde capilar é importante, mas, para o organismo, trata-se de um processo secundário paralelo.

 

Dessa forma, caso haja escassez de nutrientes e o corpo precise priorizar, os processos vitais receberão a reserva disponível e os cabelos ficarão desnutridos.

 

Esse mecanismo fisiológico é vital, afinal, o sistema cardíaco, sanguíneo, respiratório e neurológico estão diretamente relacionados à manutenção da vida.

 

Como consequência, a falta de nutrientes nos cabelos manifesta-se por meio da queda de cabelo e outros problemas capilares e no couro cabeludo.

 

Por conta disso, a alimentação pobre influencia diretamente a saúde capilar. A disposição de nutrientes do organismo permitirá a manutenção dos processos celulares relacionados ao crescimento e fortalecimento dos cabelos.

 

A queda de cabelo relacionada ao déficit nutricional é chamada de eflúvio telógeno. O que ocorre é que a fase de repouso dos cabelos é antecipada para poupar nutrientes do organismo, sendo seguida pela fase de queda e nascimento de novos fios.

 

Esse tipo de queda de cabelo manifesta-se de forma mais intensa e difusa, sendo geralmente, temporária. A melhora ocorre quando a causa é tratada; no caso , aumentando a disponibilidade de nutrientes no organismo.

 

Quando se trata de saúde capilar, alguns nutrientes acabam possuindo maior notoriedade graças aos benefícios que proporcionam, alguns casos são:

 

  • ferro;

  • zinco;

  • selênio;

  • proteínas;

  • vitaminas do complexo A,B, D, E e C;

  • ômega 3 e 6.

 

Ao se pensar na relação dos alimentos com a saúde capilar, um fator a se destacar é como nutrir os cabelos. Algo que deve ser pensado diariamente no caso de algumas pessoas.

 

Ovos e abacate, por exemplo, são alimentos benéficos aos cabelos.

 

No entanto, os resultados dependem da ingestão desses alimentos para que os nutrientes sejam absorvidos na digestão e encaminhados, em nível celular, aos diferentes processos do organismo, incluindo o crescimento e fortalecimento capilar.

 

Por mais que algumas práticas se popularizem, a aplicação tópica desses alimentos nos cabelos não nutre as fibras capilares. Pelo contrário, ela pode prejudicar,  pois esse processo nutritivo depende das enzimas digestivas.

10 alimentos benéficos à saúde capilar

Alguns alimentos são especialmente benéficos à saúde capilar, mas vale lembrar que a variedade dos alimentos também deve ser valorizada para que haja ingestão de todas as vitaminas e nutrientes possíveis e necessários.

 

Outro ponto a ressaltar é que não se deve comer demais com a ideia de aumentar a reserva nutricional uma vez que a digestão ficará sobrecarregada e, inclusive, com prejuízos à absorção de nutrientes.

 

Considerando esses fatores, uma alimentação balanceada é o segredo para a saúde capilar e também dos demais processos do organismo. Algumas opções de alimentos incluem:

 

● ovo: alimento rico em proteínas, vitaminas, aminoácidos e sais minerais como ferro, selênio e zinco;

 

● carne vermelha: devido aos níveis elevados de ferro e aminoácidos, além de vitamina B. No entanto, o consumo deve ser moderado e, preferencialmente, de carnes magras;

 

● peixes: têm nutrientes que ajudam a combater os radicais livres, prevenindo o envelhecimento, além de vitaminas do complexo B, ômega 3, cálcio e fósforo;

 

● frutas: diversas frutas são benéficas à saúde capilar, incluindo o abacate devido às gorduras boas e vitamina E, morango devido aos flavonoides e vitamina C e laranja devido às fibras que ficam na parte branca da fruta;

 

 ● folhas verde escuras: o espinafre tem elevados níveis de ferro, além de vitaminas A e C, enquanto o agrião fornece MSM, outro minério importante ao organismo, pois ajuda a combater os radicais livres;

 

● oleaginosas: opções como castanha do pará garantem a ingestão de selênio, que ajuda no fortalecimento capilar, além de gorduras saudáveis, mas não devem ser consumidas em excesso;

 

● aveia: é benéfica aos cabelos devido à presença de silício e zinco, além de vitaminas do complexo B e fibras;

 

● cenoura: traz benefícios à saúde especialmente devido ao betacaroteno e à vitamina A, que ajudam no combate aos radicais livres, além de que a vitamina A contribui na manutenção do pigmento dos cabelos, prevenindo os fios brancos;

 

● batata doce: gera benefícios em função da disponibilidade de carboidratos e também aos estoques de vitamina A, C e biotina;

 

● feijão: devido ao ferro, contribui na prevenção da anemia, além de conter zinco.

 

Portanto, são diversos alimentos que contribuem na saúde capilar que, por sua vez, depende do bom funcionamento do organismo como um todo.

 

Além de inserir esses alimentos nas refeições de forma balanceada e diversificada, é importante evitar em excesso algumas opções prejudiciais como açúcar refinado, café, bebidas alcoólicas, farinha branca, gorduras saturadas e processados.

 

A alimentação balanceada é uma aliada importante à saúde capilar, mas caso persistam ocorrências como queda de cabelo, dermatite seborreica, coceira e outras condições no couro cabeludo é fundamental buscar auxílio de um médico especialista em cabelos.

 

Poisainda que faça muita diferença uma nutrição organizada e balanceada, certos casos só podem ser resolvidos mediante a ajuda de um profissional e tratamento específico.


Nenhum comentário:

Postar um comentário