Páginas

Pesquisar este blog


01/08/21

Em prévia da Libertadores, São Paulo e Palmeiras empatam com polêmica no fim

Pode ser uma imagem de 1 pessoa e ao ar livre

(Foto: Marcos Ribolli)

Choque-Rei movimentado tem pênalti e dois gols anulados do Tricolor, um deles nos minutos finais após o VAR; Verdão segue líder, e rival sai do Z-4 do Brasileirão
Já é Libertadores?
São Paulo e Palmeiras não saíram do 0 a 0 na noite deste sábado, no Morumbi, pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro, em um jogo que teve polêmica nos minutos finais: após consulta ao VAR, o possível gol da vitória tricolor foi anulado por impedimento e participação de Miranda no lance do gol. Num jogo morno em vários momentos, o final teve tensão digna dos dois duelos que os rivais farão pelas quartas de final da Libertadores, nos dias 10 e 17 de agosto. Além da polêmica no fim, o duelo teve alguma emoção, com outro gol e pênalti anulados para o São Paulo, chances de gol e até pipas no gramado. No total, Palmeiras e São Paulo vão chegar a sete clássicos na temporada – um recorde do Choque-Rei.
Central do Apito
O VAR atuou no lance capital do jogo, em gol contra de Gustavo Gómez aos 43 do segundo tempo. O árbitro Luiz Flávio de Oliveira foi ao vídeo e anulou o gol porque entendeu que Miranda, impedido, interferiu na jogada ao atrapalhar Patrick de Paula. O comentarista Salvio Spinola concordou com a decisão: “Mesmo não tocando na bola, ele disputa com o adversário. A regra fala em tocar na bola ou disputar com o adversário. Olhando essa imagem agora, gol corretamente anulado”. Além disso, o VAR atuou num pênalti de Gómez em Marquinhos – Luiz Flávio também anulou após consulta ao vídeo.
Próximos jogos
O São Paulo volta a campo na próxima quarta-feira para enfrentar o Vasco, às 21h30 (de Brasília), pelo jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil – o Tricolor venceu a ida por 2 a 0. Já o Palmeiras tem semana livre e só joga no outro sábado contra o Fortaleza, às 21h, no Allianz Parque, pela 15ª rodada do Brasileirão.
FALA, RENAN
- A minha interpretação achei que não foi falta (no lance do gol anulado do São Paulo no fim do jogo), disputei a bola pelo no alto e corpo a corpo. Não tive intenção de fazer falta. Para mim não foi falta, concordo com o Abel.
- Sabemos que é uma equipe forte do outro lado, todos confrotnos contra eles são bons. Gostei do segundo tempo da equipe, procuramos o gol, infelizmente não fizemos. Se Deus quiser na Libertadores vamos sair com a vitória.
FALA, MIRANDA
- A respeito do jogo, fizemos um grande jogo, fomos dominantes do primeiro até o último minuto. Dois lances casual, que no meu ponto de vista era para ser a favor nosso, mas infelizmente não aconteceu. Mas o time sai fortalecido, fizemos um grande jogo, enfrentamos o primeiro colocado. Agora é pensar na sequência.
- (sobre os cartões por reclamação) É clássico, a gente se alterou um pouco, queria vencer o jogo. No nosso ponto de vista não houve interferência, eles fizeram o gol contra sozinho, de maneira nenhuma desviou a trajetória da bola ou impediu o defensor de tirar a bola. Então isso irritou um pouco, mas o jogo acabou. Pensar na Copa do Brasil e no decorrer do Brasileiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário