Páginas

Pesquisar este blog


20/11/21

Quem fica? Veja raio-X dos caminhos mais fáceis (e difíceis) na luta pela permanência na Série A

Nenhuma descrição de foto disponível.

Foto: Arte/ge
Considerando a média de pontuação atual dos adversários finais do Brasileiro, São Paulo tem rota mais "tranquila", enquanto Santos e Juventude encaram pedreiras
Por Redação do ge — Recife
O Brasileirão está afunilando e cada jogo, a partir de agora, é uma decisão para as equipes que lutam pela permanência. Com a competição se encaminhando para a 34ª rodada, quem será que tem o melhor ou pior caminho nesta reta final?
De modo a mensurar e comparar o desafio que há pela frente aos clubes ainda com risco de cair, o ge elaborou um índice de dificuldade nesta fase decisiva. Trata-se da média da soma da pontuação dos adversários finais.
Exemplo: o Sport ainda enfrenta São Paulo, Flamengo, Chapecoense e Athletico, cuja soma das pontuações é 160 pontos. Este valor dividido por quatro equivale à "dificuldade média" de 40 para o Leão na reta final do Brasileiro.
A ideia da projeção: quanto maior o número, maior a quantidade de pontos conquistados pelos adversários e, consequentemente, maior a dificuldade das equipes. Quanto menor o número, menor os pontos, menor a dificuldade.
Consideramos apenas equipes com mais de 1% de chance de queda, de acordo com departamento de matemática da UFMG
A reta final dos times que lutam pela permanência
Sport
São Paulo (fora) - 41 pontos
Flamengo (casa) - 63 pontos
Chapecoense (fora) - 15 pontos
Athletico (casa) - 41 pontos
Média da pontuação dos adversários: 40
Grêmio
Chapecoense (fora) - 15 pontos
Flamengo (casa) - 63 pontos
Bahia (fora) - 36 pontos
São Paulo (casa) - 41 pontos
Corinthians (fora) - 50 pontos
Atlético-MG (casa) - 71 pontos
Média da pontuação dos adversários: 46
Juventude
Atlético-MG (fora) - 71 pontos
Atlético-GO (fora) - 39 pontos
Bragantino (casa) - 52 pontos
Fortaleza (fora) - 49 pontos
São Paulo (fora) - 41 pontos
Corinthians (casa) - 50 pontos
Média da pontuação dos adversários: 50,3
Bahia
Cuiabá (casa) - 42 pontos
Grêmio (casa) - 32 pontos
Atlético-GO (fora) - 39 pontos
Atlético-MG (casa) - 71 pontos
Fluminense (casa) - 45 pontos
Fortaleza (fora) - 49 pontos
Média da pontuação dos adversários: 46,3
Atlético-GO
Ceará (casa) - 45 pontos
Juventude (casa) - 39 pontos
Chapecoense (fora) - 15 pontos
Bahia (casa) - 36 pontos
Internacional (fora) - 47 pontos
Flamengo (casa) - 63 pontos
Athletico-PR
São Paulo (fora) - 41 pontos
Corinthians (fora) - 50 pontos
Cuiabá (casa) - 42 pontos
Palmeiras (casa) - 58 pontos
Sport (fora) - 33 pontos
Média da pontuação dos adversários: 44,8
São Paulo
Athletico (casa) - 41 pontos
Sport (casa) - 33 pontos
Grêmio (fora) - 32 pontos
Juventude (casa) - 39 pontos
América-MG (fora) - 45 pontos
Média da pontuação dos adversários: 38
Santos
Corinthians (fora) - 50 pontos
Fortaleza (casa) - 49 pontos
Internacional (fora) - 47 pontos
Flamengo (fora) - 63 pontos
Cuiabá (casa) - 42 pontos
Média da pontuação dos adversários: 50,2
Cuiabá
Bahia (fora) - 36 pontos
Palmeiras (casa) - 58 pontos
Athletico (fora) - 41 pontos
Fortaleza (casa) - 49 pontos
Santos (fora) - 42 pontos
Média da pontuação dos adversários: 45,2

Nenhum comentário:

Postar um comentário