Páginas

Pesquisar este blog


14/01/22

Governo de SP diz que começa a vacinar crianças contra a Covid-19 nesta sexta-feira

aPode ser uma imagem de texto que diz "Vacinação de Crianças: 5 a 11 anos Prioridade para comorbidades, deficiências, indígenas quilombolas PEI SÃO PAULO GOVERNO DOESTADO Comorbidades consideradas pelo Ministério da Saúde Insuficiência cardíaca Diabetes mellitus •Cor pulmonale Hipertensão pulmonar Pneumopatias crônicas graves •Cardiopatia hipertensiva Hipertensão arterial resistente e de Sindrome coronarianas artéria estágio 3 •Valvopatias Hipertensão estágios Miocardiopatias e Pericardiopatias órgão alvo Doença da Aorta, dos Grandes Vasos e Doença Cerebrovascular Fistulas arteriovenosas Doença renal crônica .Arritmias cardíacas Imunossuprimidos (incluindo pacientes Cardiopatias congênitas oncológicos) Próteses valvares e Dispositivos •Anemia falciforme cardíacos implantados Obesidade mórbida •Talassemia •Cirrose Hepática Síndrome de Down HIV e 2 com lesão e"

Foto 2 : Divulgação/Governo de SP
Início da vacinação deve ocorrer de forma simbólica às 12h no Hospital das Clínicas. Nos postos de saúde, porém, campanha só começa na segunda (17). Crianças com comorbidade ou deficiência, além de indígenas e quilombolas serão as primeiras. Escalonamento por idades ainda não foi divulgado.
Por g1 SP — São Paulo
O governo de São Paulo anunciou que a vacinação do público infantil contra a Covid-19 começará às 12h desta sexta-feira (12).
De acordo com a gestão estadual, o governador João Doria (PSDB) acompanhará o ato, que será realizado no Hospital das Clínicas, na Zona Oeste da capital.
A prioridade da vacinação será de crianças com algum tipo de comorbidade ou deficiência, além de indígenas e quilombolas, conforme a tabela abaixo.
A imunização deve ocorrer de forma simbólica, destinada a um pequeno grupo, exatamente como foi feito em janeiro de 2021, quando a enfermeira Mônica Calazans, de 54 anos, se tornou a primeira pessoa a receber a dose da vacina contra a Covid no país.
Nos postos de saúde da capital paulista, porém, a vacina só será aplicada a partir de segunda (17), conforme divulgado pela prefeitura. O mesmo deve ocorrer nas demais cidades do estado.
A expectativa do governo do estado é a de vacinar 4,3 milhões de crianças no período de três semanas.
A vacinação deve ocorrer de forma escalonada, em ordem decrescente, como foi feito com a população adulta, mas o governo aguarda o recebimento de doses para divulgar um calendário.
De acordo com a gestão estadual, a capacidade de vacinação do estado é de 250 mil crianças por dia, podendo este número ser até superior de acordo com a demanda das famílias paulistas.
O pré-cadastro para vacinação desse público foi liberado na quarta (12). Os pais podem acessar o site do governo paulista (www.vacinaja.sp.gov.br) para inserir os dados da criança e agilizar o atendimento nos postos de saúde do estado.
Chegada das doses
As primeiras doses da vacina da Pfizer destinada a crianças de 5 a 11 anos começaram a chegar aos estados nesta sexta-feira (14). Caberá aos estados e municípios definir o cronograma de aplicação.
O governo de SP ainda aguarda a chegada dos imunizantes, mas já anunciou que a imunização começa de forma simbólica no Hospital das Clínicas no início da tarde.
O voo com o primeiro lote de vacinas chegou ao Brasil na madrugada de quinta (13).

Nenhum comentário:

Postar um comentário