Páginas

Pesquisar este blog

26/04/21

Corinthians vence Santos, quebra jejum na Vila e fica a um ponto de classificação

Pode ser uma imagem de 3 pessoas, pessoas em pé, pessoas jogando futebol americano e ao ar livre

(Foto: Marcos Ribolli)

Em clássico dos reservas, Timão resolve jogo no primeiro tempo e volta a ganhar no estádio do rival após sete anos; Peixe sofre após expulsão e agora pensa na Libertadores
Fim de jejum na Vila
O Corinthians encerrou um longo jejum na Vila Belmiro, venceu o Santos por 2 a 0, aumentou as questões que pairam sobre o rival e ainda ficou bem perto da classificação às quartas de final do Campeonato Paulista. Tudo isso na noite deste domingo, em jogo válido pela oitava rodada do estadual e com times reservas dos dois lados, que representou a primeira vitória do Timão no estádio do Peixe desde 2014 – desde então, eram sete clássicos por lá e sete vitórias santistas. Pratas da casa, o zagueiro Raul e o lateral-esquerdo Lucas Piton fizeram os gols do Corinthians, que agora está a um ponto de assegurar vaga na próxima fase. O Peixe tem situação mais difícil, principalmente às vésperas de um jogo com ares de decisão contra o Boca Juniors, terça-feira, pela Libertadores.
Como fica?
A vitória leva o Corinthians aos 21 pontos em dez jogos, disparado na liderança do Grupo A – Santo André, Inter de Limeira e Botafogo-SP têm seis pontos cada (os dois primeiros, em tese, ainda podem alcançar o Timão). Um empate alvinegro nos dois jogos restantes (São Paulo e Novorizontino) basta para a vaga. Já o Santos permanece com nove pontos, em segundo no Grupo D, mas com o líder Mirassol um pouco mais longe.
Choro e emoção
Aos 21 anos, o zagueiro Raul começa a se firmar como opção a Vagner Mancini no Corinthians. Seguro, o garoto tomou conta do ataque do Santos e ainda fez seu primeiro gol como profissional, no fim do primeiro tempo. Na comemoração, teve choro e emoção por causa da homenagem à irmã, morta no ano passado – Raul carrega a foto dela em uma camisa.
Modo Libertadores
Mesmo com time reserva neste domingo, é inegável que a derrota em um clássico influencia o ânimo do elenco. O desafio de Ariel Holan, agora, é fazer o Peixe esquecer o Corinthians e pensar no Boca Juniors, adversário de terça-feira, na Bombonera, pela Libertadores – já sem Soteldo, negociado com o Toronto FC, mas com Marinho, que esteve no banco de reservas neste domingo, mas não foi utilizado.
O que vem por aí?
O Santos tem duelo com ares de decisão na próxima terça-feira, na Bombonera, contra o Boca Juniors, às 21h30 (de Brasília), pela segunda rodada da fase de grupos da Libertadores. Já o Corinthians recebe o Peñarol na quinta, às 19h15, pela segunda rodada da Copa Sul-Americana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário