Páginas

Pesquisar este blog

21/05/21

Sede da Prefeitura e casa do prefeito de Mirante do Paranapanema são alvos de operação do Ministério Público Estadual

Pode ser uma imagem de carro e ao ar livre

Foto: David de Tarso/TV Fronteira

Foram cumpridos seis mandados de busca e apreensão nesta sexta-feira (21). Investigação mira possíveis fraudes na contratação de uma empresa privada de saúde.
Por David de Tarso e Heloise Hamada, TV Fronteira e G1 Presidente Prudente
A Procuradoria-Geral de Justiça do Estado de São Paulo (PGJ-SP), junto à Polícia Civil, deflagrou uma operação, nesta sexta-feira (21), em Mirante do Paranapanema (SP), que investiga possíveis fraudes no processo de licitação entre a Prefeitura e uma empresa privada que atua como prestadora de serviços especializados e de gestão em saúde.
Durante a manhã, foram cumpridos seis mandados de busca e apreensão. Entre os alvos, estavam a Prefeitura, a sede da empresa que presta serviços de saúde na cidade e mais quatro imóveis, incluindo a casa do atual prefeito, Átila Ramiro Menezes Dourado (PSDB).
Os contratos em investigação são com a empresa Ocean Serviços Médicos, que tem matriz em Barueri (SP), e referem-se ao período a partir de 2017 até agora. A licitação envolveria a contratação de 26 médicos de 16 especialidades e, segundo informações do Ministério Público Estadual (MPE), a suposta fraude está relacionada com a contratação de médicos para atuar nas unidades de saúde do município.
O G1 pediu um posicionamento para a Prefeitura de Mirante do Paranapanema. Contudo, a resposta ainda não foi enviada.
O G1 também solicitou ao Ministério Público Estadual informações detalhadas sobre a operação, mas ainda não recebeu resposta.
Ocean Saúde
Em nota oficial ao G1, a empresa Ocean Saúde informou que foi “surpreendida” com a operação deflagrada pelo Ministério Público Estadual e que espera “poder esclarecer os fatos perante o Poder Judiciário o mais breve possível”.
Veja abaixo, na íntegra, o posicionamento oficial da empresa:
“Nesta manhã a empresa Ocean Saúde foi surpreendida com o cumprimento da ordem judicial determinando a busca e apreensão de equipamentos e documentos em um dos escritórios da empresa.
Neste momento não é possível prestar maiores esclarecimentos sobre os motivos que ensejaram na referida ordem judicial, tendo em vista se tratar de processo em segredo de Justiça, do qual a Ocean Saúde sequer tinha prévio conhecimento.
Cumpre salientar que a empresa Ocean Saúde preza, como de fato sempre zelou, pelo fiel cumprimento das leis e efetiva prestação de serviços no Município de Mirante e outras localidades, dentro da mais lídima lisura.
Além disso, a Ocean Saúde sempre se colocou à disposição dos órgãos de fiscalização como Tribunal de Contas e Ministério Público, para prestar todo e qualquer esclarecimento necessário a cerca de seus atos e serviços prestados, entendendo se tratar a decisão em questão de medida extrema é desnecessária neste momento.
Sendo o que tínhamos a relatar neste momento, esperamos poder esclarecer os fatos perante o Poder Judiciário o mais breve possível.
Atenciosamente,
Equipe Ocean Saúde”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário