Páginas

Pesquisar este blog

17/07/21

Fundação Casa retoma visitas presenciais em unidades de Irapuru e Presidente Bernardes

Pode ser uma imagem de ao ar livre

Foto: Reprodução/TV Fronteira

Retorno está previsto a partir deste sábado (17) em dois, dos três centros socioeducativos do Oeste Paulista. Agendamento seguirá a realidade de cada unidade.
Por G1 Presidente Prudente
A Fundação Casa retoma a partir deste sábado (17) as visitas presenciais das famílias para os adolescentes em internação atendidos nos seus centros socioeducativos em unidades de Irapuru (SP) e Presidente Bernardes (SP). Na segunda-feira (19) também já poderão ser retomadas as atividades presenciais do Programa de Assistência Religiosa (PAR) nos centros do Oeste Paulista.
Na região de Presidente Prudente, há três centros socioeducativos e que atendem a jovens do Oeste Paulista. São duas unidades em Irapurua, e uma unidade em Presidente Bernardes.
A atual lotação de cada centro socioeducativo até nesta sexta-feira (16) é:
Casa Presidente Bernardes: capacidade para 128 adolescente, está com 52;
Casa Irapuru I: capacidade para 64 adolescentes, está com 34;
Casa Irapuru II: capacidade para 64 adolescentes, está com 40.
A visita familiar presencial está liberada para todo o Estado de São Paulo, incluindo os três centros da região de Presidente Prudente. A retomada é a partir deste sábado (17), mas o agendamento seguirá a realidade de cada centro socioeducativo.
O Casa Presidente Bernardes, por exemplo, tem visitas agendadas com 25 familiares já neste sábado (17). Serão duas turmas, cada uma com uma hora de duração na visita. A primeira turma será das 14h às 15h e a segunda, das 15h15 às 16h15. A revista no local envolverá uso de detectores de metal e revista manual (mas sem ser íntima, que foi abolida).
No Casa Irapuru II, as visitas também serão neste sábado. A equipe local tem 12 familiares em presença confirmada. O centro socioeducativo seguirá o mesmo procedimento do Casa Presidente Bernardes, com duas turmas distintas de visitação, uma que vai das 14h às 15h e outra que vai das 15h10 às 16h10. No Casa Irapuru II, os familiares visitantes passarão por escâner corporal.
Já o Casa Irapuru I não possui visita prevista para este final de semana. Os agendamentos poderão ser providenciados para a partir da próxima semana. A equipe do centro socioeducativo entra em contato com os familiares para agendar dia e horário. Quando ocorrer a visita presencial, os familiares passarão por escâner corporal.
O retorno da visita presencial ainda envolve o fim da revista íntima dos familiares como medida de segurança, sendo substituída pelo uso de escâneres corporais ou manuais, além de outros procedimentos que preservam a intimidade e a dignidade humana. Todas as medidas sanitárias e de distanciamento continuam mantidas devido à pandemia da Covid-19.
“Por mais que tenhamos garantido o contato dos adolescentes com os familiares por meio virtual ou telefônico, a presença física reforça os laços afetivos e a participação familiar na execução da medida socioeducativa”, avaliou o secretário da Justiça e Cidadania e presidente da Fundação Casa, Fernando José da Costa.
As revistas íntimas foram abolidas de todos os centros socioeducativos do Estado de São Paulo, incluindo os que estão localizados na região de Presidente Prudente.
“Com relação ao término da revista íntima, esta atitude demonstra o compromisso do Governo de São Paulo no respeito pelos seus cidadãos e na realização de um trabalho com qualidade”, acrescentou o presidente.
Visita presencial
Cada adolescente em internação, internação provisória ou internação sanção receberá a visita quinzenal de um membro da família, previamente autorizado pela equipe de referência do jovem no centro socioeducativo.
Para ingressar no local, o visitante terá a temperatura auferida, responderá a um questionário sobre o seu estado de saúde e passará pela revista da segurança, com uso de equipamento de escâner corporal ou, na sua ausência, por revista pessoal, que inclui uso de aparelho de detecção de metal.
O visitante também deverá utilizar máscara durante todo o período da visita e, ainda, realizar todos os cuidados com a higiene, como lavar as mãos com frequência e/ou utilizar álcool em gel, além de manter distância de um metro.
Familiar com temperatura corporal acima de 37,2ºC ou que teve contato com pessoa com suspeita ou diagnosticada com Covid-19 há menos de 14 dias não poderá realizar visita.
A visita presencial terá duração de até uma hora e será agendada com a família conforme a realidade de cada centro socioeducativo.
PAR
As atividades do Programa de Assistência Religiosa terão agendamento conforme a rotina de cada centro socioeducativo e as vertentes religiosas envolvidas. Os parceiros que realizam as atividades deverão passar pelos mesmos procedimentos preventivos e de segurança a que se submetem os familiares nas visitas presenciais.
Cada encontro terá, no máximo, 15 adolescentes para preservar o distanciamento social e evitar a propagação da Covid-19. Apenas dois participantes ou colaboradores da denominação poderão realizar a atividade, de acordo com o agendamento e a rotina do centro socioeducativo, sempre limitado ao horário máximo das 20h30.
Nos Centros de Atenção Especial (CAE), onde se realiza o atendimento inicial de adolescentes recém-apreendidos pela polícia, as atividades religiosas continuam impossibilitadas durante o período de quarentena dos jovens.
Veja mais notícias em G1 Presidente Prudente e Região

Nenhum comentário:

Postar um comentário