Páginas

Pesquisar este blog


19/07/21

 

Mistério até hoje: Menino de '8 anos' é o atleta olímpico mais jovem da História

Por: Fernando Moreira 
Mistério até hoje: quem é o menino timoneiro entre François Brandt e Roelof Klein?
Mistério até hoje: quem é o menino timoneiro entre François Brandt e Roelof Klein? Foto: Reprodução
Foto: Reprodução


Um fato muito curioso marcou os Jogos Olímpicos de 1900, em Paris. Numa prova de remo (dois com), a dupla holandesa composta por François Brandt e Roelof Klein usou como timoneiro um menino francês. Ele chegou a ser fotografado com os vencedores que ajudara, mas desapareceu antes da entrega das medalhas. O nome da criança até hoje é um mistério. Especula-se que ele tivesse 8 anos, o que seria recorde de atleta olímpico mais jovem.

Se pudesse ser confirmada a idade, o pequeno francês recrutado em cima da hora superaria um ginasta grego de 10 anos que competiu em Atenas, nos Jogos de 1896, e um skatista britânico de 11 anos, que disputou competição em Los Angeles, em 1932. Porém os Jogos de 1900 não se preocuparam com a burocracia, como o preenchimento de formulários de inscrição. Muitos atletas sequer sabiam estar competindo num evento chamado Jogos Olímpicos.

"Este é o grande mistério da história olímpica", disse David Wallechinsky, escritor e presidente da Sociedade Internacional de Historiadores Olímpicos, de acordo com o "Wall Street Journal". "O garoto simplesmente desapareceu na multidão e nunca mais se ouviu falar dele", acrescentou Wallechinsky.

O menino franzino, de menos de 1 metro e meio de altura, intriga historiadores há décadas. A única foto em que ele aparece foi amplamente divulgada a fim de que alguém pudesse reconhecê-lo. Nada.

Na década de 1980, Bill Mallon, historiador oficial do Comitê Olímpico dos EUA, entrevistou uma das filhas de um dos remadores holandeses, que morava na Flórida. Ela disse que o pai não tinha ideia de quem era o timoneiro mirim.

Cinco anos atrás, entretanto, o historiador e jornalista da Geórgia (ex-república soviética) Paata Natsvlishvili disse ter resolvido o mistério após pesquisa exaustiva. O menino foi identificado como Giorgi Nikoladze, filho de pais ricos que estavam viajando pela Europa à época dos Jogos.

A teoria de Natsvlishvili foi baseada numa revelação feita pela irmã de Giorgi, que afirmou que menino "vencera uma corrida de barcos na França". Mas o georgiano não convenceu outros historiadores. A prova apresentada por ele foi considerada apenas "circunstancial".

"Isso é um mistério e continua sendo um mistério", declarou o historiador holandês Anthony Bijkerk, que descobriu a foto que registra o pequeno timoneiro ao lado dos remadores compatriotas.

fonte:https://extra.globo.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário