Páginas

Pesquisar este blog


21/07/21

INSS prepara ferramenta para acelerar liberação de pensão por morte

 

Crédito: Arquivo/Agência Brasil

Crédito: Arquivo/Agência Brasil)

Com 300 mil pedidos de pensão por morte em análise, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) trabalha em um sistema que deve acelerar o período de análise das solicitações. A ferramenta, que deve ser lançada até o final do ano, é feita em parceria com o Dataprev e a Escola Nacional de Administração Pública (Enap).

A ideia do novo sistema de análises INSS é liberar as pensões na mesma hora. Para isso acontecer, naturalmente, a documentação precisa atender todos os requisitos pedidos pelo Instituto e, caso esteja em desacordo, a ferramenta avisa quais são as correções necessárias.

Para acelerar essa análise, a ferramenta usará uma tecnologia de inteligência artificial que fará todo o reconhecimento gráfico dos documentos e já deve apontar se eles atendem o padrão exigido.

Assessora do Enap e supervisora do projeto em desenvolvimento, Adriana Ligiero acredita que o sistema resolve dois problemas: além de aniquilar o longo período de espera, já pode ajudar as pessoas que estiverem com documentos fora do padrão a agilizarem a nova papelada.

“Em vez da pessoa entrar e esperar semanas para ter pedido analisado, aí depois correr atrás dos documentos pendentes e entrar em outra fila, ela já sai com a carta [de pendências], o que já economiza semanas ou meses nesse processo”, disse ela em entrevista à Agência Brasil.

Outro ponto que os envolvidos no projeto trabalham é o refinamento da linguagem adotada no sistema, tornando-o mais simples e de fácil entendimento por parte da população. Isso deve fazer com que os solicitantes tenham menos dificuldade durante o processo de entrada nos pedidos de pensão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário