Páginas

Pesquisar este blog


09/08/21

Mulher é agredida por homem na porta do banheiro de restaurante

Pode ser uma imagem de 2 pessoas e texto que diz "Só piora cada hora que passa. 2๐๐ que dor meu Deus! Responder para amandallma..."

Foto: Reprodução/Instagram
Além de soco no olho, vítima relata sequência de golpes, chutes e socos na costela; crime ocorreu neste final de semana, em Teodoro Sampaio
REGIÃO - ROBERTO KAWASAKI de O Imparcial de Presidente Prudente
No sábado, uma mulher de 23 anos foi agredida na porta do banheiro de um restaurante, em Teodoro Sampaio. Na manhã de hoje, ela procurou a Delegacia de Polícia Civil onde registrou um boletim de ocorrência. O homem apontado como autor das agressões foi identificado, no entanto, não foi localizado.
O crime ganhou repercussão após uma publicação feita pela jovem na rede social, juntamente com fotos que mostram hematoma na região do olho. A vítima, identificada como Amanda Barbosa de Lima, foi procurada pela reportagem e autorizou a divulgação das imagens e nome. No texto, ela pede ajuda para que seja feita justiça em decorrência do fato.
De acordo com o advogado Douglas Rodrigues, Amanda relatou que estava no restaurante com o namorado e dois casais de amigos. Ao término do jantar, o companheiro e um colega saíram para pagar a conta, sendo que ela e duas amigas foram ao banheiro. Segundo o advogado, o banheiro feminino estava interditado devido a um entupimento, então, as mulheres tiveram que usar sanitário masculino. O desentendimento teria ocorrido no momento em que a segunda amiga de Amanda estava dentro do banheiro.
“O cara tentou entrar, e a Amanda pediu para que esperasse porque a amiga dela estava despida. Ele simplesmente começou a dizer que era ex-presidiário, que não sabia com quem ela tava falando. Ela pediu mais uma vez para que se retirasse e esperasse porque o banheiro feminino estava interditado, não estava funcionando, tinha entupido. Foi então que desferiu um soco contra o rosto dela e iniciou uma sequência de golpes, chutes e socos na costela”, relata o advogado.
“No momento foi tudo muito rápido, ele já se evadiu, se escondeu, e com isso a Amanda foi acolhida pelo pessoal do restaurante que se prontificou a ajudar, acionaram a Polícia Militar que registrou a ocorrência digital. Como não havia aportado até a Polícia Civil, nós já adiantamos para poder registrar essa ocorrência”, explica Douglas.
O fato foi registrado como lesão corporal com a agravante do parágrafo 13 do artigo 129, em razão do sexo feminino, em decorrência do gênero. Conforme o delegado Edmar Rogério Caparroz, o inquérito foi instaurado e a Polícia Civil segue com a investigação.
"Vítima e testemunhas foram ouvidas e estamos providenciando o exame de corpo de delito. Também estamos adotando medidas judiciais que visam restringir a liberdade dele [autor]", explica.
Em uma publicação na rede social, o estabelecimento onde ocorreu o crime publicou uma nota.
“O Varanda´s repudia quaisquer formas de agressões dentro ou fora do nosso estabelecimento, viemos através desta nota oficial prestar nossa solidariedade a nossa cliente [Amanda Lima] que foi extremamente agredida fisicamente por um covarde. Nós da equipe Varanda´s estamos tristes com o acontecimento e desejamos muita força para a vítima de agressão neste momento tão difícil, isso vai passar e desejamos que nunca mais aconteça com ninguém, independente do local. Através dessa nota deixamos claro que, entraremos em contato com a vítima para dar qualquer apoio necessário que precisar, conte conosco neste momento difícil. Nós da equipe Varanda's deixamos claro também, que a partir de hoje o agressor está extremamente proibido a comparecer em nosso estabelecimento!!!”.
O acusado ainda não foi localizado. Desta forma, a reportagem não identificou a defesa para ouvir sua versão sobre o fato.

Nenhum comentário:

Postar um comentário