Páginas

Pesquisar este blog


08/08/21

 

Hipopótamos matam mais pessoas na África que leões, elefantes, leopardos, búfalos e rinocerontes juntos

Por: Fernando Moreira 
Paul Templer (à esquerda) e Enock Romano
Paul Templer (à esquerda) e Enock Romano Foto: Reprodução
 Foto: Reprodução

Eles pesam cerca de 2,5 toneladas na fase adulta e parecem lentos. Lego engano. Hipopótamos podem atingir velocidade de até 48 km/h e se tornam extremamente violentos na defesa do seu território, em especial contra crocodilos. Suas poderosas mandíbulas e seus dentes espessos e afiados podem facilmente partir um crocodilo ou uma canoa ao meio.

Mas a fúria também sobra para humanos. Todos os anos, eles matam cerca de 500 pessoas na África — mais do que leões, elefantes, leopardos, búfalos e rinocerontes juntos.

Paul Templer conhece na própria carne o risco de se chegar bem perto desses mamíferos herbívoros. Em 1996, no Zimbábue, o guia turístico foi surpreendido por um hipopótamo irritadiço e acabou tendo um braço arrancado após ser derrubado de uma canoa.

Hipopótamos matam 500 pessoas por ano na África

 Foto: Reuters
Hipopótamos matam 500 pessoas por ano na África Foto: Reuters

Em outro episódio de violência, na África do Sul, Marius Els decidiu adotar um hipopótamo como pet. Ele chegava a montar no animal, acreditando controlá-lo inteiramente. Porém o homem acabou sendo achado morto em um rio após ser mordido dezenas de vezes pelo bicho, de 6 anos.

"Eu monto nele como se fosse um cavalo. Nadamos juntos", dizia o fazendeiro.

O pescador Enock Romano também viveu um drama, tendo as pernas amputadas após ser esmagado por um hipopótamo quando pescava com um amigo no Lago Naivasha (Quênia). O animal ficou irritado com a aproximação da dupla e começou a persegui-los.

"As pernas ficaram penduradas pela pele", disse ao "Standard" a enfermeira que atendeu Enock.

fonte:https://extra.globo.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário