Páginas

Pesquisar este blog


06/09/21

Criança de 3 anos morre no Hospital Regional após se afogar em piscina de residência


Foto: Wellington Roberto/G1

Menino foi encontrado submerso por familiares e socorrido pelo Corpo de Bombeiros, mas não resistiu. Caso foi registrado na Delegacia Participativa da Polícia Civil, em Presidente Prudente (SP), como morte suspeita/morte acidental.
Por G1 Presidente Prudente

Um menino de 3 anos morreu neste domingo (5) no Hospital Regional (HR) após se afogar em uma piscina, em Presidente Prudente (SP). O afogamento ocorreu na tarde de sábado (4).

Conforme o Boletim de Ocorrência, a criança foi levada ao hospital pelo Resgate do Corpo de Bombeiros após ser encontrada, submersa, dentro de uma piscina por familiares.

O menino deu entrada na sala de emergência do Pronto-socorro infantil ainda em parada cardiorrespiratória, sendo que os bombeiros relataram que já haviam 35 minutos de realização de massagem cardíaca.

Ainda conforme o boletim, a criança foi reanimada e encaminhada para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Pediátrica, mas morreu neste domingo.

Brincando no quintal
Uma tia do menino compareceu na Delegacia Participativa para informar sobre a morte do sobrinho. A mulher relatou que por volta das 16h do sábado (4) a vítima estava brincando com o seu filho, de 4 anos, e a irmã da vítima, de 6 anos.

A mulher estava no quarto de sua mãe, avó das crianças. As crianças estavam no quintal brincando de jogar água, sendo que neste local existe uma piscina.

A tia do menino acredita que ele foi até a piscina para encher o potinho de água, porém, ninguém presenciou os fatos, pois ela estava no quarto e sua mãe na cozinha.

Em determinado momento, a avó perguntou pela vítima e quando saiu no quintal junto com sua filha já localizou o corpo do menino submerso na piscina, conforme o boletim.

A família acionou o socorro e a criança foi levada para o hospital. Porém, às 10h03 deste domingo o menino teve uma parada cardiorrespiratória e não resistiu.

O caso foi registrado pela Polícia Civil como morte suspeita/morte acidental.

Nenhum comentário:

Postar um comentário