Páginas

Pesquisar este blog


17/09/21

Assaltante rende e agride mulher para tentar roubar carro, mas acaba contido pelo filho da vítima, em Presidente Prudente

Motorista contou que levou golpe conhecido como ‘gravata’ e ainda vários socos na região das costelas que lhe foram desferidos pelo criminoso na tarde desta quinta-feira (16).
Por G1 Presidente Prudente
Um homem, de 34 anos, foi preso em flagrante após tentar assaltar uma mulher, de 52 anos, na tarde desta quinta-feira (16), na Vila Oriental, em Presidente Prudente (SP).
De acordo com as informações do Boletim de Ocorrência registrado na Delegacia Participativa da Polícia Civil, foi o filho da vítima quem rendeu o criminoso e conseguiu imobilizá-lo e segurá-lo até a chegada ao local dos policiais militares que efetuaram a prisão e algemaram o suspeito para evitar que ele fugisse.
Conforme a mulher contou aos militares, o criminoso pediu-lhe dinheiro, entrou no veículo dela, em seguida, e passou a agredi-la, exigindo que a motorista saísse do local com o carro.
Segundo o Boletim de Ocorrência, o bandido aplicou na vítima o golpe conhecido como “gravata” e ainda desferiu-lhe vários socos na região das costelas.
No entanto, a motorista tirou a chave do carro do contato da ignição e recebeu a ajuda de uma vizinha.
A vítima, de 52 anos, disse aos militares que a intenção do assaltante era roubar seu veículo.
O suspeito confessou aos militares que é usuário de crack e que iria realmente roubar o veículo.
Como estava sentindo dores pelo corpo, a mulher foi socorrida e hospitalizada para receber atendimento médico.
O suspeito também se queixou de dores pelo corpo e, por isso, foi conduzido ao Hospital Regional (HR), onde permaneceu em observação médica, sob escolta da Polícia Militar. Os militares observaram que o assaltante tinha uma pequena lesão no nariz causada, provavelmente, em decorrência de sua resistência quando abordado pelo filho da vítima.
Em depoimento prestado à Polícia Civil, porém, o suspeito negou que tivesse a intenção de roubar o carro. Ele também negou que tivesse agredido a vítima.
“Esclareço que não tinha intenção de roubar o veículo daquela senhora, mas somente pedi dinheiro para comprar drogas. Não é verdade que entrei no carro, dei uma gravata e desferi socos contra aquela mulher. A senhora começou a gritar e chegaram algumas pessoas e começaram a me agredir e, por isso, tentei fugir, mas fui alcançado. Em razão das agressões, fiquei lesionado no nariz e em partes do corpo”, disse o suspeito à Polícia Civil.
“Minha intenção não era roubar o carro”, enfatizou ele.
Ainda segundo o Boletim de Ocorrência, o suspeito contou que estava internado em uma instituição psiquiátrica para fazer tratamento de dependência química, mas acabou fugindo do local para usar drogas.
Ele também relatou que já foi preso por furto e roubo.
A Polícia Civil pediu à Justiça a decretação da prisão preventiva do suspeito por entender que “qualquer outra medida cautelar diversa da prisão restará infrutífera”.
“Ademais, a medida é necessária e adequada à gravidade do crime praticado, às circunstâncias do fato e às condições pessoais do indiciado”, salientou a Polícia Civil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário