Páginas

Pesquisar este blog


27/11/21

Camila Queiroz em 'Verdades Secretas 2': esclarecendo as fake news criadas a partir do fim do contrato da atriz com a Globo

Muitas informações falsas circularam nos meios digitais sobre o fim do contrato; reunimos aqui todos os esclarecimentos da Globo
Por Gshow — Rio de Janeiro
Várias informações circularam nos meios digitais desde o anúncio da Globo sobre o fim da relação com a atriz Camila Queiroz. Muitas são falsas, não apresentam a versão da empresa e nem mesmo o posicionamento da própria atriz. São fake news. O Gshow traz aqui os esclarecimentos sobre essas notícias falsas.
1 - 'Camila Queiroz foi demitida pela Globo'
FALSO. Desde o início de 2021, Camila Queiroz tem contrato por obra certa com a Globo. O último contrato, para gravação de "Verdades Secretas 2", expirou no dia 10 de novembro. Como já esclarecido antes, por conta dos rigorosos protocolos contra a Covid-19, foi necessário prorrogar as gravações. A Globo e a atriz não chegaram a um acordo para assinar a extensão contratual necessária para a conclusão das cenas da personagem Angel. Não houve, portanto, demissão - mas o encerramento de um contrato que foi cumprido até o final do prazo ajustado.
2 - 'A Globo vai processar Camila Queiroz'
FALSO. A Globo não tomou a decisão de processar Camila Queiroz e sequer estuda o tema.
3 - 'Camila foi desconvidada do amigo oculto do 'Fantástico''
FALSO. A atriz já gravou o quadro do amigo oculto do "Fantástico" e a participação está mantida.
4 - 'Camila foi cortada da vinheta de fim de ano'
FALSO. A atriz nunca gravou participação na vinheta. Portanto, não poderia ter tido sua presença cortada.
5 - 'Houve ordem para que os portais da Globo deixassem de publicar notícias sobre Camila'
FALSO. Não há e nem houve qualquer orientação editorial dos portais da Globo para deixar de publicar notícias sobre a atriz. A Globo se pauta por seus princípios editoriais e não deixa de publicar fatos do interesse do público. Mas, obviamente, não repercutirá fake news.
O Gshow continuará, sempre que necessário, acompanhando o caso, esclarecendo dúvidas e rechaçando as fake news que surjam sobre o assunto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário