Páginas

Pesquisar este blog


23/11/21

 Daniel Casares e Hamilton de Holanda fazem apresentação inédita no Teatro Claro Rio

Violonista espanhol destaque na cena contemporânea do flamenco e bandolinista brasileiros se apresentam dia 26 de novembro às 20h.


Um dos principais nomes da cena flamenco espanhol, Daniel Casares desembarca no Rio de Janeiro para uma apresentação única e inédita ao lado do premiado bandolinista brasileiro Hamilton de Holanda. O encontro acontece no próximo dia 26 de novembro (sexta-feira), às 20h, no Teatro Claro Rio, em Copacabana.

 

Realizado com o apoio da Embaixada da Espanha no Brasil e do Consulado da Espanha no Rio de Janeiro, o show apresenta canções autorais interpretadas pelos próprios músicos e um diálogo entre cordas com Daniel e Hamilton interpretando standarts de jazz, além de tradicionais músicas espanholas e brasileiras.

O reencontro dos músicos acontece seis anos depois da participação especial de Daniel Casares no Baile do Almeidinha, tradicional gafieira contemporânea carioca criada por Hamilton de Holanda e pelo produtor Marcos Portinari. De lá para cá, os músicos mantiveram contato e em 2021 realizam este encontro em um momento de renascimento da cena cultural carioca.

 

Daniel Casares

O violonista espanhol Daniel Casares é hoje músico de destaque na cena contemporânea do flamenco espanhol. Versátil, virtuoso, e com uma vasta experiência internacional com incursões na música clássica e colaborações com artistas internacionais, como Cecilia Bartoli, Loreena McKennitt, Dulce Pontes, Alejandro Sanz, Chucho Valdés e Toquinho, Daniel mergulhou nos últimos anos na obra dos maiores violonistas brasileiros, como Garoto, Baden Powell, Raphael Rabello, Guinga e Yamandú Costa para beber do lirismo e da harmonía brasileira. Em 2005 recebeu o Prêmio Revelação Musical da Associação de Cronistas de Espetáculos de Nova York e o Prêmio Nacional de Crítica Flamenca Miguel Acal.

 

Hamilton de Holanda

Bandolinista brasileiro premiado na cena nacional e internacional, Hamilton de Holanda possui um estilo único, que passeia por diversos gêneros, tendo o instrumento como aglutinador de idéias. Tem no choro e na música popular brasileira sua primeira referência, com posterior apropriação das mais diferentes tradições culturais incluindo samba, frevo e bossa nova. Hoje, 19 anos depois de adicionar duas cordas extras - 10 no total -, reinventa o bandolim o que, aliado à velocidade de solos e improvisos, inspira uma nova geração a se aproximar do instrumento e a conceber formações com uma nova instrumentação. Recebeu em 2001 o prêmio de melhor instrumentista por unanimidade, nas duas categorías (erudito e popular), do Icatu Hartford de Artes 2001, foi diversas vezes indicado ao Latin Grammy, e conquistou o troféu em duas edições (2016, “Melhor Disco Instrumental” com 'Samba de Chico', e 2015, em “Melhor Canção Brasileira”, com 'Bossa Negra', parceria com Diogo Nogueira e Marcos Portinari).

 

Daniel Casares e Hamilton de Holanda

Local: Teatro Claro Rio – Rua Siqueira Campos, 143 – 2º piso – Copacabana.

Dia: 26 de novembro – sexta-feira

Horário: 20h

Ingresso: R$ 150,00 (plateia e frisa) R$ 100,00 (balcão)

Vendas:

Capacidade: 659 lugares

Classificação: 14 anos

Duração: 70 minutos

Nenhum comentário:

Postar um comentário