Páginas

Pesquisar este blog


15/11/21

 

Cauã Reymond brilha em ‘Um lugar ao sol’ como o gêmeo que assume a identidade do irmão rico e rebelde

Por: Zean Bravo 
Cauã Reymond como Christian e Renato
Cauã Reymond como Christian e Renato Foto: Rede Globo/Divulgação
 Foto: Rede Globo/Divulgação

A peruca cacheada usada por Cauã Reymond no primeiro capítulo de “Um lugar ao sol” para interpretar Renato, um dos gêmeos da trama, aos 18 anos, lembrou o visual da época em que ele fazia o surfista Maumau, em “Malhação” (2002/2003). Hoje, aos 41 anos, o protagonista da novela das nove da Globo está distante daquele ator estreante que começou bem verde na TV, há quase duas décadas. Cauã é um profissional experiente que soube dosar técnica e emoção na detalhada composição dos gêmeos Renato e Christian, irmãos com personalidades bem diferentes.

ian e Renato Foto: Reprodução
O ator está brilhando e promete emocionar o público na pele de Chris. Diante de uma vida de poucas oportunidades, o jovem resolveu se passar pelo irmão após sua trágica morte. A atitude, claro, fará o personagem, um homem honesto e bom, vivenciar vários dilemas ao longo do folhetim.

Não é a primeira vez que ele faz gêmeos na ficção. O ator viveu Omar e Yaqub na minissérie “Dois irmãos” (2017). Na ocasião, dividiu o papel com Matheus Abreu, que interpretou os personagens na fase jovem. Desta vez, o próprio Cauã assumiu os papéis de Renato e Christian no final da adolescência. A boa caracterização ajudou na composição e não comprometeu o início da novela.

Christian/Renato (Cauã Reymond) Foto: João Cotta/Rede Globo/Divulgalção
Apesar de partir de clichês presentes em outras tramas, “Um lugar ao sol” tem uma história muito envolvente e bem delineada. Conhecida pelo ótimo texto e pela capacidade de retratar com profundidade os dramas humanos, Lícia Manzo — autora das excelentes “A vida da gente” (2011) e “Sete vidas” (2015) —, fez uma bonita estreia na faixa das nove. Com direção artística certeira de Maurício Farias, a história é um novelão no melhor dos sentidos. Além da trama dos irmãos gêmeos, “Um lugar ao sol” vai abordar temas diversos como preconceito social e racial, abuso emocional, gordofobia, os dilemas da mulher com mais de 50 anos, gravidez na adolescência, entre outros. É uma obra para se acompanhar com entusiasmo.

Siga-me no Twitter @zeanbravo e no Instagram @zean.bravo

fonte:https://extra.globo.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário