Páginas

Pesquisar este blog


20/11/21

Cachorro pendurado em varal é resgatado, e suspeito de maus-tratos é preso, em Apucarana, diz GM

Pode ser uma imagem de cão e corpo d'água

Fotos: Guarda Municipal de Apucarana

Segundo o comandante da GM, homem, de 62 anos, disse que tinha dado banho gelado no animal e o pendurado para puni-lo por ter se sujado.
Por Mari Kateivas, g1 PR — Maringá
Um cachorro pendurado em um varal foi resgatado, e o dono dele foi preso suspeito de maus-tratos, em Apucarana, no norte do Paraná, na quinta-feira (18), segundo a Guarda Municipal (GM). O animal passa bem.
Conforme o comandante da Guarda Municipal, Alessandro Carletti, o suspeito, de 62 anos, disse que tinha dado banho gelado no animal e o pendurado para aplicar uma punição.
“Ele disse que estava punindo o animal para que ele não saísse mais para a rua e se sujasse. É inaceitável uma situação dessa. O cachorro estava tremendo, tiramos ele na hora", contou o comandante.
Conforme o comandante ainda, o homem disse que enviou fotos e vídeos para grupos de mensagens mostrando a situação do animal, pois viu a punição como uma brincadeira.
Recuperação


Fotos: Guarda Municipal de Apucarana

O Centro Municipal de Saúde Animal (Cemsa) acompanhou a ocorrência e levou o animal para a assistência veterinária.
Segundo o coordenador do centro, Luan Guapuruvu, o cachorro Doby passou por exames, radiografia e ultrassom.
Foi identificado que ele está com infecção urinária e, por isso, continua internado nesta sexta-feira (19).
"Acabamos vendo a questão do medo que ele tem, um cachorrinho que treme bastante, tem bastante medo das pessoas, por isso, a gente prefere não deixar em contato com as pessoas ainda, mantemos internado", explicou.
Após apresentar melhora clínica, o cachorro será encaminhado para a adoção.
O homem foi localizado após denúncias ao Cemsa. Ele foi levado à delegacia, e a Polícia Civil investiga o caso.
A pena de maus-tratos contra animais pode chegar até cinco anos de prisão.
Denúncias de maus-tratos podem e devem ser feitas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário