Páginas

Pesquisar este blog


23/11/21

Homem perde as duas pernas ao ser mordido por cão que havia matado seu cunhado

 


 Fornecido por Pet é Pop Homem perde as duas pernas ao ser mordido por cão que havia matado seu cunhado (Foto: Reprodução)

Um homem perdeu ambas as pernas por sepse( após uma mordida de cachorro, semanas depois que o mesmo animal atacou e matou seu cunhado.

Barry Harris, de 46 anos, morreu de parada cardíaca depois de ser mordido pelo akita japonês Ted. O cachorro foi descrito como um “urso de pelúcia gigante” antes que Barry pagasse £ 1.500 (R$ 11 mil) por ele.

No entanto, em julho, o cão mordeu o braço dele, deixando-o com uma ferida muito infeccionada que fez seu coração falhar três dias depois. Sua irmã Pauline e e o cunhado Mark Day acolheram o cachorro e começaram a cuidar dele após sua morte.

Mas, poucas semanas depois, na manhã do funeral de Barry, o Mark, de 62 anos, também foi mordido. Ele também adoeceu rapidamente com sepse e, desde então, teve ambas as pernas, bem como todos os dedos da mão esquerda e dois da direita, amputados cirurgicamente.

Mark e sua esposa, que vivem na Inglaterra, falaram sobre sua devastação e dizem que não faziam ideia de que a boca de Ted estava repleta de bactérias mortais. O cão foi sacrificado depois que os médicos disseram que ele era “100 por cento” responsável pelos ferimentos de Mark.

“É como algo saído de um pesadelo. Você simplesmente não acredita que isso aconteceu”, disse Pauline. “O choque do meu irmão foi uma coisa, e depois do meu marido. É simplesmente surreal.”

Mark foi levado às pressas para o hospital depois que sua temperatura disparou e suas pernas pareciam “blocos de gelo”. Seus órgãos começaram a falhar e os médicos foram forçados a colocá-lo em coma de 10 dias para salvar sua vida. Ele disse que acordou para descobrir uma visão horrível.

“Meus pés estavam pretos quase um terço da altura. Eu não sabia se isso continuaria subindo pelo meu corpo”, contou ele ao site britânico Mirror.  Pauline disse que a família só percebeu que Ted havia causado a morte de Barry depois que seu marido também quase perdeu a vida.

“Eles nem foram atacados”, disse ela. “Ted literalmente quebrou a pele do meu marido e do meu irmão. Era o cão mais fofo, mas tinha problemas com a comida. Sempre que estava perto da comida, era muito agressivo. Achamos que ele foi maltratado quando era filhote.”

Barry comprou o cachorro pelo Facebook de um vendedor em Londres apenas sete semanas antes de sua morte. Ele foi mordido enquanto tentava arrancar um osso dos dentes do animal. Ele sofreu suores frios e dores de cabeça antes de morrer em casa.

Mark finalmente teve alta do hospital depois de passar 82 dias em uma enfermaria. Ele espera receber próteses de pernas nos próximos seis meses. E apesar das suas lesões horríveis, ele corajosamente disse: “Sou bastante pragmático. É o que é. Ainda há coisas que quero fazer. Quero levar minha neta para passear e pescar. ”

E ele disse que até quer ter um filhote em casa novamente, mas vai garantir que primeiro ele seja tratado por um veterinário.

A bactéria Capnocytophaga canimorsus é comum em saliva de cães, gatos e já foi encontrada até em humanos. Ela é responsável por casos de sepse (infecção com repercussões generalizadas) em pacientes. Apesar de raros, 30% dos casos de sepse por C. canimorsus são fatais.

O post Homem perde as duas pernas ao ser mordido por cão que havia matado seu cunhado apareceu primeiro em Pet é pop.

Nenhum comentário:

Postar um comentário