Páginas

Pesquisar este blog


26/11/21

 

Nova variante: Anvisa recomenda suspensão de voos vindos da África

Medida vale para quem chega de Botsuana, Eswatini, Lesoto, Namíbia e Zimbábue. O governo federal decide se acata a medida

Bruna Lima, do R7, em Brasília

Voos da África que chegam ao Brasil precisam de maior monitoramento, recomenda Anvisa

FEPESIL/THENEWS2/ESTADÃO CONTEÚDO

Em razão da nova variante da Covid-19 identificada na África, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) emitiu uma nota técnica, nesta sexta (26), em que recomenda a suspensão de voos de seis países do continente – África do Sul, Botsuana, Eswatini (antiga Suazilândia), Lesoto, Namíbia e Zimbábue. 

A Anvisa também pede que os estrangeiros vindos dessas localidades sejam impedidos de desembarcar no Brasil, incluindo os que não são africanos mas estiveram nos países nos últimos 14 dias. As exceções devem ser estabelecidas pelo governo federal, por meio de portaria interministerial. 

No caso de viajantes brasileiros e acompanhantes legais vindos da África, a instrução é pela realização de quarentena logo após o desembarque. 

Não compete à Anvisa, no entanto, implementar as medidas de monitoramento e a quarentena de viajantes. Cabe aos Ministérios da Saúde, Justiça, Infraestrutura e à Casa Civil a operacionalização dos esquemas sugeridos pela reguladora.

"Até que as medidas restritivas sugeridas nesta nota técnica sejam implementadas, a agência recomenda que seja reforçado o monitoramento, por parte das autoridades de saúde, de viajantes procedentes dos países citados”, diz a Anvisa.

As medidas sugeridas são de caráter temporário e precisam ser revisadas conforme a evolução do cenário epidemiológico mundial. Outros países podem ser incluídos nas restrições, bem como as regiões citadas podem ser retiradas da indicação.

Nesta quinta-feira (25), o Instituto Nacional de Doenças Transmissíveis da África do Sul (NICD, na sigla em inglês) comunicou a descoberta da variante B.1.1.529. Segundo os cientistas, a cepa possui uma "constelação incomum" de mutação e é preocupante, pelo risco de escape da proteção da vacina. Essa possibilidade, no entanto, ainda está sendo investigada. Nos últimos dias, os pesquisadores identificaram 22 casos de Covid a partir da nova cepa. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário