Páginas

Pesquisar este blog


22/11/21

Por que meus cactos estão morrendo? Veja o erro mais comum na rega

 


 marinesea/Getty Images 

Se o seu cacto não parece bem, provavelmente você está regando de maneira errada. Parte da razão pela qual a espécie nunca sai de moda é porque é fácil de cultivar, até para iniciantes. Ela também, ao contrário da maioria das plantas tropicais, não se importa com as flutuações de temperatura, tornando-se muito adequadas para os peitoris das janelas.

No entanto, mesmo as melhores mudas de interior podem sofrer se forem cuidadas incorretamente. E os cactos, em particular, são frequentemente mortos com muita água. Para te ajudar a reverter a situação ou não cometer esse erro, a seguir, algumas dicas importantes:

Por que você está molhando de forma incorreta?

O principal problema é que muitos amantes de plantas cuidam dos cactos da mesma forma que cuidam de seus outros ramos domésticos.

Os cactos, em sua maioria, vêm de climas áridos ou semi-áridos, com condições climáticas geralmente muito secas. Logo, eles conseguem armazenar água em seus troncos e passar semanas, ou até meses, sem água.

Regar as plantas regularmente é normalmente uma parte necessária para mantê-las saudáveis, mas este não é o caso aqui. Considere adicionar água apenas se o solo estiver muito seco e no inverno suspenda totalmente. Tenha certeza de que, se você esquecer seu cacto por semanas ou meses, quase sempre poderá trazê-lo de volta à vida com um pouco de água – apenas molhe a camada superior do solo.

Qual o método correto de aguar?

Mas e a maneira como você rega? Você pode ter lido que é ruim para o seu cacto se a água atingir seu caule, mas os danos causados ​​por esse contato são muito raros.

No entanto, é uma questão diferente se você está aprendendo a cultivar suculentas. Com essas plantas, a água pode acumular-se nas folhas e causar o apodrecimento. Isso significa que é melhor você regar por baixo, enchendo uma bandeja com água e deixando suas raízes pegarem o que precisam.

*Via GardeningEtc

Nenhum comentário:

Postar um comentário