Páginas

Pesquisar este blog


14/01/22

Obra emergencial para tapar cratera na Avenida do Estado é iniciada em Presidente Venceslau

Pode ser uma imagem de 6 pessoas e ao ar livre

Foto: Emerson Sanchez/TV Fronteira
Buraco se abriu após a forte chuva desta quarta-feira (12) na mesma via onde já havia sido realizada uma intervenção recentemente.
Por g1 Presidente Prudente e TV Fronteira
A Prefeitura de Presidente Venceslau (SP) iniciou, na manhã desta quinta-feira (13), uma obra emergencial em um trecho da Avenida do Estado, no Parque São Jorge. Por causa da forte chuva que caiu nesta quarta-feira (12), uma cratera se abriu no asfalto.
Por enquanto, o trabalho é para fechar a cratera. O Poder Executivo enfatizou que não é possível realizar uma obra definitiva, pois o "terreno úmido não permite a operação com máquinas e o trabalho de manutenção deverá aguardar a melhora do tempo para ser executado".
O buraco tem impossibilitado moradores e comerciantes de transitar pelo local.
“Não pode nem colocar os carros aqui. Não posso pegar serviço. O carro não tem condições de entrar, o buraco atrapalha. É prejuízo para mim e para os outros vizinhos, para todos que estão aqui”, destacou o funileiro Valério Pereira Pardil.
“Quando eu fui no portão, eu vi [a cratera] e fiquei assustada. Não é a primeira vez que isso acontece. No dia 23 de dezembro, aconteceu a mesma coisa. A gente tem medo porque já morreu uma vizinha por causa desse problema”, disse a aposentada Maria Inês Mendes.
A vizinha citada é Marta Aparecida Moraes dos Santos, que morreu no dia 16 de março de 2013. No dia do soterramento, choveu muito. Ela estava com o marido no quarto da residência quando o chão cedeu. O piso, os móveis e a mulher foram engolidos por uma cratera e a vítima morreu soterrada.
Problemas anteriores
O município informou que a via passou recentemente por obra para instalação de galeria e o solo estava em fase de compactação para receber pedras sextavadas. Contudo, houve o incidente.
A secretária de Planejamento, Lívia Josué, explicou que o problema foi verificado no dia 1º de julho de 2021, após a abertura de uma cratera em uma residência localizada na avenida.
O g1 mostrou o problema na casa da aposentada Josefa Elza de Menezes. A idosa descobriu uma cratera de cerca de 2 metros de diâmetro e 2,5 metros de profundidade no chão da cozinha.
Após a licitação, a empresa ganhadora começou a executar a obra. Durante os trabalhos, foi verificado que a tubulação estava mais profunda do que o esperado.
No começo de dezembro, a empresa responsável concluiu a obra de galeria de águas pluviais e aterro da tubulação na Avenida do Estado, no cruzamento com a Rua Paraná. A empresa contratada pela Prefeitura realizou o trecho de galeria para fazer com que o fluxo de águas pluviais fosse desviado para passar por baixo da rua, possibilitando o fechamento do fluxo na rede de uma galeria que passa por baixo de imóveis.
Foi colocada ainda uma nova tubulação de PVC no local com a finalidade de melhorar a rede de água e esgoto no bairro.
Os trabalhos de resolução de problema de erosão em imóveis foram desenvolvidos em conjunto pelas secretarias de Planejamento e Obras e pelo Departamento de Água e Esgoto (DAE) com recursos próprios, em um investimento de R$ 148.064,87.

Nenhum comentário:

Postar um comentário