Páginas

Pesquisar este blog


14/01/22

Mulher é agredida por ex-companheiro com socos, chutes e puxões de cabelo

Homem, de 53 anos, foi preso em flagrante por violência doméstica, nesta sexta-feira (14), em Presidente Prudente (SP). Polícia Militar flagrou o autor gritando com a vítima.
Por g1 Presidente Prudente
Uma mulher, de 53 anos, foi vítima de violência doméstica, em Presidente Prudente (SP), nesta sexta-feira (14). De acordo com a polícia, ela foi agredida pelo ex-companheiro, de 43 anos. Ele foi preso em flagrante.
Consta no boletim de ocorrência que a Polícia Militar foi acionada por volta da 0h15 para comparecer em uma casa na Vila São Jorge, onde uma mulher estaria sendo agredida.
No local, os policiais relataram que ouviram o homem gritando em tom bravo e pediram para os dois saírem do imóvel.
A corporação disse ainda que quando a porta foi aberta, a "vítima saiu aos prantos alegando ter sido agredida" pelo autor. Já o homem negava o crime.
Eles foram levados para a Delegacia Participativa da Polícia Civil. Na unidade, a mulher contou que teve uma "relação amorosa" com o homem por cerca de um ano, "entre idas e vindas".
Ainda conforme o BO, por insistência do autor, de familiares e amigos, ela foi até a casa do ex-companheiro para conversar com ele, pois já vinha há alguns dias "saindo e conversando para tentar voltar o relacionamento".
Porém, quando chegou no local, ela notou que o homem estava "embriagado e muito agressivo, gritando muito e dizendo que de lá ela não iria sair".
A vítima firmou que, "sem motivo algum", ele passou a fazer ofensas porque ela estaria "fazendo ele de idiota". Para tentar acabar com a discussão, ela propôs que fossem dormir.
A mulher destacou que quando deitou, passou a ser arrastada pelos pés e foi jogada de ponta cabeça, e foi agredida com socos e puxões de cabelo. A vítima disse que o autor gritava e que cuspiu em seu rosto e depois ainda deu um chute próximo a sua coluna e um "pisão no dedo do pé".
Ela ressaltou que apenas se defendeu dele até que a Polícia Militar chegou ao local.
O homem negou novamente as agressões e falou que a mulher foi até sua casa, disse que estava cansada e com dor nas costas e passou a gritar dentro do quarto, "exigindo que ele fosse fazer massagem". Ele também negou que teve uma discussão e que a lesão no pé não é recente e seria de um "acidente de motocross".
O médico legista atestou as lesões sofridas pela vítima.
O homem foi preso em flagrante e permaneceu à disposição da Justiça.
O caso foi registrado como violência doméstica, lesão corporal e injúria.

Nenhum comentário:

Postar um comentário